Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Aborto é homicídio; não é lícito ser cúmplice, diz papa Francisco

Líder religioso subiu o tom ao falar sobre o tema.

UnSplash

O papa Francisco voltou a afirmar nesta quinta-feira (14) que o aborto voluntário é ‘homicídio’, reforçando a fala em defesa de que profissionais da saúde se recusem a participar desse tipo de procedimento.

“Vocês sempre estão a serviço da vida humana, e isso pode comportar, em certos casos, a objeção de consciência, que não é infidelidade, mas sim fidelidade à sua profissão. E também é uma denúncia das injustiças contra vidas inocentes e indefesas”, declarou o líder religioso em discurso para farmacêuticos de hospitais italianos.

“Sobre o aborto, sou muito claro: trata-se de um homicídio, e não é lícito tornar-se cúmplice. Nosso dever é estarmos próximos das mulheres para que não se chegue a pensar na solução abortiva, que, na realidade, não é uma solução”, frisou o católico.

O aborto é autorizado por lei na Itália desde a década de 1970. No entanto, profissionais de saúde podem alegar ‘objeção de consciência’ para não atuar neste tipo de procedimento.

“Hoje está um pouco na moda pensar que seria uma boa ideia remover a objeção de consciência, mas essa é a intimidade ética de cada profissional da saúde e jamais pode ser negociada”, acrescentou o papa nesta quinta.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Mundo

Penalizar interrupção da gravidez será considerado inconstitucional; estados precisam regulamentar a questão.

Mundo

O papa Francisco fez um apelo por paz e diálogo em Cuba neste domingo (18), após enormes protestos terem abalado o país governado pelo...

Mundo

Houve declínio global de 5% nos últimos 5 anos.

Mundo

Em 2019, seguindo a linha antiabortiva, o governo Trump anunciou mudanças que limitavam estudos de tecido fetal.