Conecte-se conosco

Mundo

Biden aumenta salário mínimo de trabalhadores terceirizados do governo federal

Setores temem que a medida provoque desemprego, impondo encargos excessivos às empresas americanas.

Publicado

em

Official White House Photo by Adam Schult

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou nesta última terça-feira (27) um decreto que aumenta de US$ 10,95 para US$ 15 o salário mínimo por hora para trabalhadores de empresas que atual para o governo federal.

Segundo a Casa Branca, a medida é um passo para cumprir a promessa de aumentar os vencimentos de todos os trabalhadores do país.

A ordem executiva determina que “as empresas contratadas pelo Estado paguem um salário mínimo por hora de 15 dólares”.

Ainda segundo o governo Biden, a ação “garante que centenas de milhares de trabalhadores não tenham mais que trabalhar em tempo integral enquanto vivem na pobreza”.

Apesar disso, muitos republicanos e alguns democratas moderados temem que salários mínimos mais altos reduzam o emprego, impondo encargos excessivos às empresas.

A administração americana garante que este aumento salarial não será acompanhado de uma elevação de custo para os cidadãos.

A pressão do mandatário por proventos mais altos o ajudou a tornar sua agenda econômica amada pelos sindicatos e pela ala mais esquerdista do Partido Democrata.

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).