Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Biden aumenta salário mínimo de trabalhadores terceirizados do governo federal

Setores temem que a medida provoque desemprego, impondo encargos excessivos às empresas americanas.

President Joe Biden delivers remarks on the anniversary of the Affordable Care Act Tuesday, March 23, 2021, at the Arthur James Cancer Hospital and the Richard Solove Research Institute in Columbus, Ohio. (Official White House Photo by Adam Schultz)

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou nesta última terça-feira (27) um decreto que aumenta de US$ 10,95 para US$ 15 o salário mínimo por hora para trabalhadores de empresas que atual para o governo federal.

Segundo a Casa Branca, a medida é um passo para cumprir a promessa de aumentar os vencimentos de todos os trabalhadores do país.

A ordem executiva determina que “as empresas contratadas pelo Estado paguem um salário mínimo por hora de 15 dólares”.

Ainda segundo o governo Biden, a ação “garante que centenas de milhares de trabalhadores não tenham mais que trabalhar em tempo integral enquanto vivem na pobreza”.

Apesar disso, muitos republicanos e alguns democratas moderados temem que salários mínimos mais altos reduzam o emprego, impondo encargos excessivos às empresas.

A administração americana garante que este aumento salarial não será acompanhado de uma elevação de custo para os cidadãos.

A pressão do mandatário por proventos mais altos o ajudou a tornar sua agenda econômica amada pelos sindicatos e pela ala mais esquerdista do Partido Democrata.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Governo

Governo 'busca consolidar a imagem como ambiente seguro para se fazer negócio'.

Política

Polícia Federal diz que 90 são menores de idade

Mundo

Juiz argumentou que a governadora não poderia determinar tal medida sem consulta ao Legislativo.

Mundo

Decisão foi tomada pelo republicano em seu primeiro dia de mandato.