Conecte-se conosco

Mundo

Cristãos são mortos e decapitados em ataque terrorista na Indonésia

Published

em

Imagem: YouTube/ Abdullah Samir

Quatro membros da Igreja Protestante da Salvação (ligada ao Exército da Salvação) foram assassinados na Indonésia no mês passado, em um ataque brutal. Os assassinos também queimaram uma capela utilizada pelo Exército de Salvação.

Uma das vítimas foi decapitada e as outras morreram queimadas. O ataque está relacionado a um grupo islâmico na ilha de Sulawesi. Seus corpos desmembrados foram encontrados e retirados dos escombros. As imagens são chocantes e foram expostas em uma análise em vídeo publicadno no YouTube do influenciador e ex-islâmico Abdullah Samir.

O presidente do Sínodo Cristão Protestante (PGI), Rev. Gumar Gultom, condenou o ataque e denunciou as matanças brutais e os incêndios.

O inspetor-geral da Polícia de Sulawesi, Rakhman Baso, disse que “nenhuma igreja foi queimada”, já que os edifícios que foram queimados não eram oficialmente reconhecidos como templos religiosos.

No entanto, o Rev. Gumar contesta essa informação, dizendo que eram na verdade capelas usadas pelo Exército da Salvação e que os jihadistas muçulmanos sabiam disso.

As vítimas do ataque islâmico são um casal, sua filha e o esposo dela. Os corpos foram encontrados por volta das 10h do dia 27 de novembro.

A seguir, a opinião de Abdullah Samir denunciando o ataque na Indonésia. Atenção, o vídeo contem imagens fortes e não apropriadas para menores de 18 anos ou para pessoas sensíveis.

* Matéria atualizada em 18/12/2020 para atualização de informações.