Conecte-se conosco

Mundo

Matteo Salvini sofre ameaças e insultos após pedir apoio italiano a Israel

Publicado

em

Divulgação

O líder do partido de direita Liga Norte (Lega), Matteo Salvini, pediu nesta quarta-feira (12) que o governo italiano tome uma posição firme a favor de Israel no conflito em curso contra o grupo terrorista muçulmano Hamas.

“Mais de 1.000 mísseis contra Israel, o silêncio ensurdecedor da UE, da ONU e de muitos governos sobre a violência islâmica. Espero uma condenação firme a esta agressão também por parte do governo italiano. Viva Israel que defende o direito à existência, viva a paz e a convivência entre os povos”, escreveu Salvini nas redes sociais.

Um comunicado do Lega diz que o ex-ministro do Interior italiano tem recebido centenas de ameaças e insultos nas redes sociais desde que expressou solidariedade a Israel.

Reprodução | Twitter

“E então dizem que são democratas e pacifistas… Processo ou ignoro?”, questionou Salvini ao publicar no Twitter uma imagem com várias ofensas e ameaças recebidas pela internet.

De acordo com as Forças de Defesa de Israel, nas últimas 38 horas o país foi atacado por mais de 1.050 foguetes.

Graças ao sistema de defesa aérea Iron Dome, o país conseguiu interceptar vários foguetes e até mesmo um UAV (em português, VANT -Veículo Aéreo Não Tripulado) do Hamas que cruzou de Gaza para Israel.

Em resposta a centenas de foguetes nas últimas horas, o IDF atingiu uma série de alvos terroristas significativos e operações terroristas em toda a Faixa de Gaza, marcando seu maior contra-ataque desde 2014.

O IDF informou que continua a atacar mais alvos terroristas em Gaza e alertou a população da região para ficar longe dos locais onde o Hamas esconde seus armamentos.

“Para os cidadãos de Gaza: O IDF está atacando armazéns de armas do Hamas escondidas em edifícios civis em Gaza. Embora o Hamas queira colocá-los em perigo, recomendamos que vocês fiquem longe dos locais de armas do Hamas e fiquem em segurança. Nosso objetivo é apenas combater o terrorismo.”

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.