Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Menina de 5 anos é estuprada em embaixada americana na Índia

Um homem indiano de 25 anos é acusado de ter estuprado uma menina de 5 anos de idade na embaixada americana em Nova Déli, na Índia. Ele foi preso no domingo (2).

O amplo complexo diplomático americano é um dos mais seguros de Nova Déli, com várias câmeras de segurança.

Um porta-voz da embaixada americana reagiu chocado e disse que medidas imediatas foram tomadas.

“Cooperamos com as autoridades indianas e apoiamos a criança e sua família”, disse o porta-voz.

De acordo com a polícia, a menina estava brincando nas dependências da embaixada, quando foi persuadida pelo pedófilo. Seus pais não estavam em casa naquele momento. Eles moram no terreno da embaixada, porque o pai trabalha no local. O estuprador também mora na propriedade da embaixada porque seu pai trabalha lá.

A polícia acredita que as famílias do agressor e da garota se conhecem bem, segundo o Hindu Times.

“O acusado foi preso no domingo, imediatamente após os pais denunciarem o ataque sexual”, disse o oficial de investigação, Yogesh Kumar, à AFP.

Kumar disse que exames médicos preliminares confirmaram que a garota foi estuprada. O homem foi acusado de acordo com as leis de estupro infantil. Se o agressor for condenado, poderá receber a pena de morte.

Abuso sexual e pedofilia na Índia

O abuso sexual contra mulheres é um grande problema na Índia.

Números oficiais do governo mostram que cerca de 34.000 estupros foram registrados em 2018. São mais de 90 violações por dia. Uma em cada quatro vítimas é uma criança.

Em 2017, mais de 32.000 estupros foram registrados.

De acordo com organizações de direitos humanos que monitoram casos de violência na Índia, os números são a ponta do iceberg, pois muitos casos não são denunciados ou registrados.

Um dos casos mais violentos foi o estupro de uma estudante de 23 anos, em 2012. Ela foi atacada por 6 homens em um ônibus em Nova Déli. A estudante foi agredida, estuprada e jogada para fora do ônibus. Mais tarde, ela morreu das consequências de seus ferimentos.

O caso causou muita revolta na Índia. Apesar dos abusadores terem sido condenados à morte, devido a um pedido de perdão, a execução foi adiada indefinidamente.

Leia também: Índia: A perseguição aos cristãos no Governo de Narendra Modi

Comentários

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Governo

Segundo a revista Veja, pelo menos 23 parlamentares do país asiático estiveram em Brasília.

Governo

Secretaria Nacional de Justiça enviou materiais informativos para reforço das ações em pontos estratégicos do país.

Mundo

Evangelista diz estar animado para educar outras pessoas. Ele promete expor redes bancárias que fazem parcerias pró-aborto.

Exclusivo

“Ser livre é o que me permite lutar por aqueles que não são”, diz a ativista conservadora.