Conecte-se conosco

Mundo

A empresa que chamou a atenção de Bolsonaro no evento sobre o 5G

A expectativa sobre a empresa escolhida segue em alta nos bastidores do Planalto.

Publicado

em

Marcos Corrêa | PR

A Nokia Corporation — gigante finlandesa fundada em 1865 —, e que atua no segmento de tecnologia de infraestruturas, de telecomunicações e de consumo, fez duas apostas em suas demonstrações de 5G no Brasil.

Nesta quarta-feira (5), conforme registrou o Conexão Política, o Congresso Nacional sediou o Dia Nacional das Comunicações, que inaugurou o lançamento de uma exposição sobre a tecnologia de 5° geração para redes móveis e banda larga, responsável por suceder as redes 3G e 4G.

A iniciativa aponta para aplicações que se beneficiam da baixa latência (referente ao tempo de resposta entre o envio e recebimento de dados) e do potencial de transmissão de grandes volumes de difusão que a 5G oferece.

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), e o ministro Fábio Faria, das Comunicações, marcaram presença na festividade. Além deles, os presidentes Arthur Lira (PP-AL), da Câmara, e Rodrigo Pacheco (DEM-MG), do Senado, respectivamente, também estiveram presentes.

Segundo veiculou o portal Teletime, especializado no mercado de Telecomunicações, a Nokia conseguiu chamar a atenção do presidente Jair Bolsonaro durante o Digital Day.

A informação foi apurada e confirmada pelo Conexão Política.

Os projetos desenvolvidos pela empresa finlandesa receberam elogios públicos de Faria, que frisou a qualidade da demonstração de Internet tátil, em que a textura de objetos é transmitida entre dois dispositivos por meio de uma rede móvel.

Bolsonaro, por sua vez, reservou boa parte da agenda de ontem aos exemplos de Saúde Conectada, promovidos pela Nokia. Ainda de acordo com o Teletime, três aplicações desta temática foram exibidas: sendo uma UTI conectada que possui recursos que transmitem dados para um médico à distância; um robô dedicado a transportar suprimentos em hospitais conectado ao 5G e uma aplicação de realidade aumentada para Saúde à distância, em que foi simulado uma cirurgia remota.

As atrações da Nokia, inclusive, receberam destaque nas fotos oficiais do Ministério das Comunicações.

Sob pressão

Em novembro do ano passado, o Brasil se juntou a um plano dos Estados Unidos para restringir o acesso de empresas chinesas ao mercado mundial de 5G, numa iniciativa chamada de ‘Clean Network‘ (ou rede limpa). Contudo, o governo brasileiro sinalizou ter recuado em determinados pontos específicos.

Apesar disso, os EUA continuam fazendo pressão para que países como o Brasil vetem a Huawei sob a justificativa da segurança de informações. O 5G é um dos temas centrais da guerra comercial entre Estados Unidos e China.

O conflito, a princípio, foi guiado por Donald Trump ao longo dos seus 4 anos no poder, mas prossegue com o democrata Joe Biden, que também tem buscado isolar a América do país asiático no tocante à tecnologia.

Nos últimos meses, o presidente da República tem demonstrado estar disposto a escolher uma empresa que não esteja ligada à China.

E quando deve sair a decisão? 

O leilão do 5G, segundo apurou Marcos Rocha, editor-chefe do Conexão Política, deve ocorrer em meados de julho.

A informação foi confirmada pelo secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Artur Coimbra, nesta última quarta-feira (5).

“A expectativa é que em meados deste ano, provavelmente no mês de julho, a gente tenha efetivamente o leilão acontecendo e a partir daí, a implantação da estrutura se inicia”, afirmou.

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.