Conecte-se conosco

Política

Justiça condena Regina Duarte a retratar informação sobre herança da ex-primeira-dama Marisa Letícia

A decisão foi comemorada pela cúpula petista nas redes sociais.

Publicado

em

Isac Nóbrega | PR

O juiz Manuel Eduardo Pedroso Barros, da 12ª Vara Cível de Brasília, condenou nesta segunda-feira (26) a atriz Regina Duarte a se retratar publicamente com a família do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na ocasião, Regina repassou uma informação equivocada sobre a herança da ex-primeira-dama Marisa Letícia.

O post, veiculado no Instagram, afirmava que Marisa teria deixado a quantia de R$ 256 milhões. O valor correto era de R$ 26.281,74.

Na época, Regina ainda ocupava o cargo de secretária nacional de Cultura do governo de Jair Bolsonaro.

Em sua defesa, ela afirmou que nós houve nenhum abuso, e que a intenção da publicação era cobrar maiores esclarecimentos sobre o patrimônio.

A atriz frisou que usou o direito de liberdade de expressão.

Ainda sobre a decisão

Por ter retirado a publicação do ar assim que tomou conhecimento do valor em questão, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) entendeu que Regina Duarte não praticou ato ilícito.

Apesar disso, o juiz entendeu que a retratação é necessária.

“A publicação de sentença reconhecendo que a informação anterior foi um erro é forma de minorar a repercussão negativa outrora impingida à família do Ex-Presidente Lula”, sustentou o juiz.

A ação, movida por Lula e seus três filhos, ainda cabe recurso.

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.