Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Governo federal aciona o acelerador e Guedes festeja: “Ponto de partida”

Entrevista coletiva do ministro da economia, Paulo Guedes

Nesta quarta-feira (12), o governo federal aprovou a inclusão de mais 58 ativos no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

A estimativa é leiloar nove estatais e 115 ativos de infraestrutura, com o potencial de atrair R$ 367 bilhões em investimentos privados, apenas no próximo ano.

De acordo com o governo, o cronograma do PPI prevê a desestatização dos Correios, da Eletrobras, da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), da Trensurb, da Emgea, da Ceasaminas, da Codesa e do Nuclep em 2021, além de avanços na liquidação da Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores de Garantias (ABGF).

Ainda em 2021, estão previstos os leilões do 5G e de 24 aeroportos, como os de Santos Dumont (RJ) e Congonhas (SP).

Há uma projeção também para entregar  à iniciativa privada 16 terminais portuários, seis rodovias, três ferrovias, oito terminais pesqueiros, seis parques e florestas, três blocos de óleo de gás, três áreas de mineração e 24 planos subnacionais de saneamento, iluminação pública e resíduos sólidos.

Publicamente, o ministro Paulo Guedes tem frisado que será apenas o “ponto de partida” de uma série de privatizações no país.

Segundo o ministro, o Brasil está pronto para recuperar a economia em 2021.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Judiciário

Ações foram ajuizadas pelo senador Randolfe Rodrigues e pela Associação Brasileira de Economistas pela Democracia.

Economia

Para ele, Magalu pode ser protagonista no processo de digitalização do varejo no país.

Governo

De forma voluntária, advogados entregarão documentos que comprovam afastamento de offshore em 2018.

Congresso

Jean Paul Prates e Paulo Rocha querem explicações acerca de empresa no exterior.