Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Congresso

Câmara do DF aprova redução do ICMS para combustíveis

Medida passa a valer a partir de 2022.

Sippakorn yamkasikorn | Unsplash

A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) aprovou a redução de 3% na alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para combustíveis.

A estimativa é que o preço final da gasolina e do álcool caia 7%, e o do diesel, 11%.

Mas como a redução impacta diretamente o orçamento, ela não pode ser adotada imediatamente. Passará a valer só em 2022, e de forma gradual, ou seja, a queda será de 1% por ano até 2024. Na prática, isso significa que em 2024 o imposto terá o mesmo patamar que tinha no ano de 2015.

A Secretaria de Economia do Distrito Federal estima que o governo deixará de arrecadar R$ 345,4 milhões, mas prevê que possa ser compensado com o reaquecimento da economia, que aumentaria a arrecadação tributária.

Uma emenda de autoria do deputado distrital Chico Vigilante (PT), e aprovada pelos demais colegas, prevê sanções entre advertência e cassação de alvarás de estabelecimentos que não repassarem a redução para os consumidores.

Para se tornar lei, o texto precisa ser sancionado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB).

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Judiciário

Estados afirmam ter dificuldade em honrar compromissos com a diminuição do tributo.

Política

Lei sancionada pelo governador autoriza apenas itens feitos com material biodegradável.

Política

Com a medida, o preço na bomba deve cair 17 centavos.

Política

Decreto exige que estabelecimentos passem a informar o valor cobrado em 22 de junho.

----- CLEVER ADS -----