Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Congresso

Com exigência de carteira de vacinação, deputados retomam atividades presenciais

Entrada no prédio ocorrerá mediante apresentação do cartão de imunização.

Douglas Gomes | Lid Republicanos

A Câmara dos Deputados retoma as atividades presenciais a partir desta segunda-feira (25). A decisão foi anunciada pela Mesa Diretora na semana passada.

Os trabalhos presenciais foram suspensos em março do ano passado, ainda no início da pandemia da Covid-19. Desde então, as atividades têm sido realizadas de forma híbrida.

Entre as regras para a retomada, será obrigatória a apresentação de “passaporte de vacinação” para a entrada na Casa Legislativa.

Quem quiser ingressar nas dependências da Câmara terá que apresentar a carteira de imunização, com pelo menos o registro de uma dose tomada, “observado o cronograma vacinal instituído pelos órgãos competentes”.

Além disso, haverá ainda a medição de temperatura e exigência do uso de máscara. Quem estiver com a temperatura acima de 37,5º terá sua entrada proibida.

Mesmo com o retorno, ainda haverá restrições para o acesso. De acordo com as regras, só terão acesso os congressistas, servidores, terceirizados, profissionais de imprensa, assessores de entidades e órgãos públicos, representantes de instituições de âmbito nacional, estagiários e empregados que prestam serviços no âmbito das dependências do prédio.

Também fica suspensa a realização de eventos coletivos não relacionados às atividades legislativas do plenário e das comissões, inclusive eventos de lideranças partidárias e frentes parlamentares. A visitação do público continua suspensa.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Congresso

Foram 312 votos a favor e 144 contra. Texto será votado mais uma vez antes de ir ao Senado.

Congresso

Deputados têm direito ao benefício quando não ocupam imóvel funcional em Brasília.

Congresso

Segundo Arthur Lira, texto entrará na pauta da Casa na semana que vem.

Congresso

Após mudanças no texto, proposta retorna à Câmara dos Deputados para nova análise.