Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Congresso

Lira convoca líderes partidários para reunião sobre preço dos combustíveis

Presidente da Câmara articula medida para conter avanço do valor do litro da gasolina e do gás.

Luis Macedo | Agência Câmara

O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), segue na tentativa de articular uma maneira de diminuir o preço final dos combustíveis no país.

Em uma nova investida, o parlamentar convocou uma reunião com líderes partidários, que deve acontecer nesta segunda-feira (4).

Lira tem discutido, ao lado de técnicos e aliados do governo federal, uma forma de criar um fundo estabilizador de preços, além de focar na questão do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e do Gás Social.

Governadores

Conforme noticiado pelo Conexão Política, o presidente da Câmara afirmou na terça (28) que os impostos estaduais são responsáveis pelo aumento no preço dos combustíveis.

Ainda segundo o congressista, os governadores “têm que se sensibilizar” e “dar sua cota de sacrifício” em prol dos contribuintes.

Durante um evento de entrega de moradias no interior de Alagoas, ao lado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ele anunciou que o Congresso debaterá o projeto do governo que fixa a alíquota do ICMS.

“Sabe o que é que faz o combustível ficar caro? São os impostos estaduais. Os governadores têm que se sensibilizar. E o Congresso Nacional vai debater um projeto que trata do imposto do ICMS ad rem, para que tenha valor fixo”, declarou.

“O governo federal já está abrindo mão dos seus impostos. Dois governadores, o do Rio Grande do Sul e o do Mato Grosso do Sul, estão baixando os impostos e os outros também têm que acompanhar, dar sua cota de sacrifício porque estão arrecadando muito neste período de pandemia”, acrescentou.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Congresso

Presidentes afirmam que o caso das emendas do relator é assunto interno do Legislativo.

Política

Proposta vem sendo alvo de demandas judiciais no Supremo.

Mundo

Porto Iguaçu definiu cota de 15 litros por cliente estrangeiro após alta demanda.

Política

Medida foi aprovada por unanimidade em reunião extraordinária nesta sexta (29).