Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Congresso

Lira defende solidez fiscal e diz que poderes devem se unir contra impasse

Presidente da Câmara citou inflação, juros e câmbio.

Michel Jesus | Agência Câmara

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), foi às redes sociais nesta sexta-feira (22) e pregou “união de todos os poderes” para lidar com a crise no país.

A fala vem após as manifestações do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente da República, Jair Bolsonaro, que em declaração conjunta se comprometeram com o ajuste fiscal e com a ajuda aos mais pobres.

Mais cedo, Guedes disse que vai estudar uma forma de pagar o Auxílio Brasil no valor de R$ 400 proposto pelo chefe do Executivo.

“Ninguém quer tirar [nota] 10 em ajuste fiscal e deixar os mais pobres passando fome. Preferimos tirar 8 em fiscal — em vez de tirar 10 — e atender aos mais frágeis”, declarou.

“Estamos comprometidos com a solidez fiscal do país. É um pilar importante de nossa democracia. Dados os fatos dos últimos dias, temos convicção de que precisamos da união de todos os poderes para solucionarmos mais este impasse. Inflação, câmbio e juros afetam diretamente a vida da população”, escreveu Arthur Lira em sua conta no Twitter.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Congresso

Valor inclui dívidas da União que terão pagamento adiado e mudança no cálculo do limite orçamentário.

Governo

Valor de R$ 400 extrapola limite orçamentário e causou divergências no Planalto.

Congresso

Congressista voltou a pedir sensibilidade em relação ao preço dos combustíveis.

Judiciário

Apenas o voto do relator, ministro Edson Fachin, foi proferido.