Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Economia

Itapemirim quer voltar a decolar voos pelo Brasil em 70 dias

De acordo com o dono da empresa, montante devolvido aos consumidores já chega a R$ 24 milhões.

Maikson Santos (Spotting) | Flickr

A Itapemirim Transportes Aéreos (ITA), que está com sete aeronaves paradas devido à suspensão das suas operações, está atuando para atender aos requisitos da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para voltar às atividades.

Quem garante é dono da empresa, Sidnei Piva. Segundo ele, a empresa voltará a funcionar em 70 dias.

“Nós estamos trabalhando para voltar o mais rápido possível. A intenção é voltar nos próximos 70 dias. Vamos voltar a trabalhar com toda a estrutura, com mais consistência em termos de rotas, sem fazer conexões. […] Vamos voltar a operar com toda a equipe própria, sem terceirização”, declarou.

Conforme noticiado pelo Conexão Política, a paralisação repentina da companhia pegou inúmeros consumidores de surpresa. Segundo Piva, cerca de 55 mil viajantes já foram plenamente ressarcidos.

“Eu estou empenhado em fazer as devoluções. Já atingimos a marca de 55 mil devoluções. […] Todos os clientes serão ressarcidos. A empresa tem caixa para fazer isso. São quase 24 milhões de reais em devoluções já feitas”, disse.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Mundo

Setores lidam com possível interferência do 5G em operações aéreas

Últimas

Companhia aérea suspendeu suas operações no Brasil na noite do dia 17

Judiciário

Investigadores querem saber se houve evasão de divisas, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro e crime contra a economia popular.

Governo

Agência criou gabinete de crise para reacomodar passageiros.