Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Alexandre Moraes manda PF interrogar Bolsonaro em até 30 dias

Inicialmente, Bolsonaro pretendia depor por escrito.

Bolsonaro PR
José Cruz | Agência Brasil

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quinta-feira (7) que a Polícia Federal obtenha — em caráter presencial — o depoimento do presidente Jair Bolsonaro no inquérito que apura se ele interferiu politicamente na PF.

Dentro do prazo de até 30 dias, Bolsonaro deve marcar dia e hora para ser interrogado sobre a acusação de Sergio Moro.

A decisão de Moraes foi tomada após a Advocacia-Geral da União (AGU) ter informado nesta quarta-feira (6) ao Supremo que o presidente admitiu prestar o depoimento pessoalmente.

À época, quando decidiu deixar o governo federal, o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública sinalizou que o chefe do Executivo agiu para blindar aliados e familiares de investigações.

Em setembro de 2020, o ex-ministro Celso de Mello havia determinado que o depoimento fosse coletado presencialmente pela PF. Bolsonaro, porém, disse ao STF que “declinava do meio de defesa”.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Economia

Zona Franca de Manaus é tida como local ideal para a construção da empresa.

Política

Cumprimento entre os dois aconteceu em evento no Tribunal Superior do Trabalho.

Governo

Ministro voltou a defender a privatização de estatais como a Petrobras.

Últimas

Grupo que trabalha no Palácio do Planalto produzirá relatórios sobre o ministro.