Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Alexandre Moraes manda PF interrogar Bolsonaro em até 30 dias

Inicialmente, Bolsonaro pretendia depor por escrito.

Bolsonaro PR
José Cruz | Agência Brasil

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quinta-feira (7) que a Polícia Federal obtenha — em caráter presencial — o depoimento do presidente Jair Bolsonaro no inquérito que apura se ele interferiu politicamente na PF.

Dentro do prazo de até 30 dias, Bolsonaro deve marcar dia e hora para ser interrogado sobre a acusação de Sergio Moro.

A decisão de Moraes foi tomada após a Advocacia-Geral da União (AGU) ter informado nesta quarta-feira (6) ao Supremo que o presidente admitiu prestar o depoimento pessoalmente.

À época, quando decidiu deixar o governo federal, o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública sinalizou que o chefe do Executivo agiu para blindar aliados e familiares de investigações.

Em setembro de 2020, o ex-ministro Celso de Mello havia determinado que o depoimento fosse coletado presencialmente pela PF. Bolsonaro, porém, disse ao STF que “declinava do meio de defesa”.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Governo

Mandatário manifestou preocupação sobre o assunto.

Política

Tom da fala já vem sendo ecoado pelo mandatário há cerca de dois meses.

Governo

Declarações ocorreram nesta segunda (22), em Brasília.

Política

Tratativas visam avançar interesses em torno da entrada do mandatário na sigla.