Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Ex-deputada Flordelis é presa no Rio de Janeiro após decisão da Justiça

Ela é acusada de ser a mandante do assassinato do próprio marido.

Claudio Andrade | Agência Câmara

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) decretou, nesta sexta-feira (13), a prisão da ex-deputada federal Flordelis (PSD-RJ).

Ela é acusada de ser a mandante do assassinato do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo.

Agentes da Polícia Civil chegaram na residência dela por volta de 18h30. A ex-parlamentar foi às redes sociais e divulgou um vídeo pedindo orações.

“Olá, gente. Chegou o dia que ninguém desejaria chegar. Estou indo presa por algo que eu não fiz, por algo que eu não pratiquei. Eu não sei para quê, mas estou indo com força e com a força de vocês. Orem por mim. Orem, orem. Uma corrente de oração na internet. Busquem a Deus, está bom? Um beijo, amo vocês”, declarou.

Mais cedo, o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) pediu à Justiça a prisão preventiva da ex-congressista. Logo após o pleito do MP, os advogados de defesa ingressaram com pedido de habeas corpus preventivo para tentar evitar a detenção.

Na última quarta-feira (11), conforme noticiado pelo Conexão Política, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou, por 437 votos a 7, a cassação do mandato de Flordelis por quebra de decoro parlamentar.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Congresso

Placar foi de 297 votos a 182; integrantes do MP alegaram risco à autonomia do órgão.

Judiciário

Decisão prevê que gestão de pessoas será feita pelo presidente Jair Bolsonaro ou por pessoa indicada.

Judiciário

Novas diretrizes para realização das provas foram divulgadas em ato normativo do CNJ.

Judiciário

Cidade da Baixada Fluminense foi a primeira a retirar obrigatoriedade do item.