Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Lewandowski suspende as últimas investigações da Lava Jato contra Lula

Ministro do STF proibiu qualquer investigação no caso do imóvel e das doações ao Instituto Lula.

Agência Fotro | Flickr

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta última terça-feira (14) que nenhum novo ato de investigação poderá ser praticado no caso do imóvel para o Instituto Lula e suas respectivas doações.

Os processos foram encaminhados para a Justiça Federal do Distrito Federal após a Suprema Corte declarar a incompetência da 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba para julgar os casos do petista.

Lewandowski atendeu a um pedido da defesa do ex-presidiário. Na petição, os advogados alegam que, embora o Supremo tenha decidido que os atos tomados por Curitiba eram nulos, o Ministério Público Federal (MPF) em Brasília vinha pedindo o reaproveitamento do material probatório.

A decisão é liminar. Além de barrar novas diligências, o ministro também impede que sejam usadas as investigações que já haviam sido praticadas anteriormente nos processos envolvendo Lula.

Os casos referem-se a doações da Odebrecht ao Instituto Lula, além da compra de um terreno ao instituto e um apartamento em São Bernardo do Campo, no interior paulista.

No despacho, Lewandowski observou que embora ainda não tenha ocorrido a confirmação da denúncia sobre a sede do Instituto Lula, “quando o Supremo Tribunal Federal declarou a incompetência do ex-juiz Sérgio Moro para o julgamento de Luiz Inácio Lula da Silva, reconheceu também, implicitamente, a incompetência dos integrantes da força-tarefa Lava Jato responsáveis pelas investigações e, ao final, pela apresentação da denúncia”.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Judiciário

PDT, PCB e PSOL questionam dispositivos da lei sancionada em julho de 2020.

Política

Presidente da CCJ não definiu data, mas arguição deve ocorrer na semana que vem.

Últimas

Ministro determinou avaliação de saúde do ex-médico, condenado por diversos estupros.

Judiciário

Pedido de vista de Ricardo Lewandowski adiou julgamento.