Conecte-se conosco

Judiciário

Marco Aurélio vê CPI da Covid como ‘palco político’

Decano questionou comportamento dos parlamentares na Comissão.

Published

em

Fábio Rodrigues Pozzebom | Agência Brasil

Em entrevista à rádio CBN, o decano do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Marco Aurélio Mello, disse nesta sexta-feira, 18, que apesar de a pandemia ter sido algo imprevisível, o Brasil poderia ter um cenário diferente em relação ao surto da Covid-19 se o resultado das eleições presidenciais fosse outro.

Na visão do magistrado, o presidente da República minimizou a gravidade da pandemia e, consequentemente, adotou uma má postura que impactou negativamente a população.

“Quando ele [Bolsonaro] menosprezou a crise de saúde, deu um péssimo exemplo, não estimulou a população a tomar cuidados com a pandemia”, disse à CBN.

Além disso, Marco Aurélio fez questão de criticar a forma como a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid tem sido conduzida no Senado.

Na visão dele, há “muito mais um palco político” no colegiado.

“Fico pasmo com algumas colocações, inicialmente quanto a forma de tratar [os depoentes], as vezes abandonando a urbanidade com os convocados. Mas é o sistema, sabemos que o Senado é uma casa política, como é a Câmara, e há essa visão prospectiva visando o êxito na eleição seguinte, onde cada qual quer aparecer mais do que o outro”, completou.

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.