Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Moraes dá 24 h para secretaria e hospital explicarem novo vídeo de Roberto Jefferson

“Eu oro em desfavor do Xandão. Esmague a tirania, Pai”, disse na gravação o político, que cumpre prisão no RJ.

Nelson Jr. | SCO | STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu prazo de 24 horas para que a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Estado do Rio de Janeiro e o Hospital Samaritano Barra expliquem à Corte as circunstâncias da gravação de um vídeo veiculado pelo ex-deputado no último dia 14.

No vídeo, Jefferson afirma orar “em desfavor do Xandão” e diz que “Xandão não tem misericórdia de ninguém”. O termo é usado para fazer menção a Moraes.

Além disso, o presidente afastado do PTB também leu trechos da Bíblia.

Houve, na visão do magistrado, descumprimento das medidas restritivas impostas pelas decisões do STF. A partir disso, a administração da penitenciária e o hospital deverão esclarecer como ocorreu a gravação e a divulgação do vídeo.

Conforme registramos, Roberto Jefferson esteve internado no Hospital Samaritano Barra, na zona oeste do Rio de Janeiro, onde permaneceu por mais de um mês.

O ex-parlamentar está preso em Bangú 8 desde agosto após ser alvo do inquérito que investiga supostas milícias digitais.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Cenário eleitoral dentro da sigla ainda é incerto.

Governo

Declarações ocorreram nesta segunda (22), em Brasília.

Últimas

Sobre as águas, novidade tem gerado críticas positivas entre o público.

Judiciário

Ex-parlamentar queixou-se de dores na lombar, segundo informações da Secretaria de Administração Penitenciária.