Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

À Justiça, Petrobras admite corrupção que o PT sempre negou

Em recurso contra Palocci, estatal reconhece ‘existência de um esquema de corrupção’.

Fernando Frazão | Agência Brasil

A Petrobras ingressou na Justiça para interromper a prescrição de processos contra Antonio Palocci.

Como se sabe, o ex-ministro é responsável pela delação das mesadas e mordomias do ex-presidente Lula da Silva (PT) financiadas por empreiteiras que superfaturavam contratos na petroleira.

Em seu pedido, a estatal deseja obter prazo maior para cobrar do delator o ressarcimento pela roubalheira. A manifestação da companhia, no entanto, é um duro golpe na narrativa petista que tenta apagar a corrupção na empresa pública.

“Dentre os diversos delitos identificados, foi comprovada a existência de um esquema de corrupção por meio do qual empreiteiras cartelizadas e empresas privadas não integrantes do cartel, contratadas para a execução de obras da Petrobras, acordavam o pagamento de um percentual dos valores dos contratos como propina, em troca do beneplácito de diretores e empregados de alto escalão à consecução de interesses das pessoas jurídicas junto à esta companhia estatal”, afirma a Petrobras em trecho da petição.

“Esses recursos eram recebidos por operadores financeiros – profissionais dedicados à lavagem do dinheiro – a mando dos ex-diretores e ex-empregados da Petrobras que, em seguida, promoviam a repartição do dinheiro entre os próprios agentes públicos, partidos políticos e agentes políticos”, acrescenta a Petrobras, de acordo com informações da coluna Radar.

PT nega

No mês passado, conforme noticiado pelo Conexão Política, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, voltou a reafirmar a versão da sigla sobre os escândalos de corrupção descobertos pela força-tarefa da Lava Jato.

De acordo com ela, “não houve corrupção sistêmica” na companhia, apenas “atos ilícitos” praticados por “alguns” que delataram ou se autoincriminaram.

“A Petrobras é uma empresa de capital aberto, opera inclusive na Bolsa de Valores de Nova York, e esses contratos estavam corretos. Portanto, não houve desvio de dinheiro da Petrobras. Isso é importante dizer, porque uma mentira fica sendo repetida e vai criando nas pessoas a ideia que não deve ser criada”, justificou.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Últimas

Em escala de 0 a 100, país manteve os 38 pontos, mas caiu duas posições.

Política

Hashtag ocupou os 'Trending Topics' da rede social no país.

Governo

Estatal alcançou 1,95 milhão de barris de óleo por dia.

Política

Lançamento de conteúdos ocorrerá em fevereiro e visa melhorar estratégia de comunicação do partido.