Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Petrobras vai recorrer de liminares que suspenderam reajuste do gás

Ao menos quatro estados conseguiram aval na Justiça para impedir aumento do preço.

celsoARTIGAS | Flickr

A Petrobras vai recorrer da decisão da Justiça do Rio de Janeiro que suspendeu reajuste de 50% no preço do gás fornecido à distribuidora Naturgy. O pedido para a suspensão foi feito pela Mesa Diretora e pela Comissão de Direitos do Consumidor da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

O reajuste seria aplicado a partir de 1° de janeiro de 2022. Segundo a estatal, o novo valor está de acordo com contratos firmados com as distribuidoras.

Ainda conforme a empresa pública, a alta demanda por gás natural liquefeito (GNL) e as limitações da oferta internacional resultaram num aumento expressivo do preço do produto.

A Petrobras informou ainda que houve ações judiciais semelhantes em outros estados e três liminares de suspensão de reajuste foram concedidas, incluindo a do Rio. A empresa informou que recorrerá de todas elas.

Comentários

FALE COMIGO: davy@conexaopolitica.com.br — chefe de redação do Conexão Política e natural do Rio de Janeiro (RJ).

Governo

Ministro de Minas e Energia entregou ao chefe da Economia solicitação de estudos para desestatização.

Judiciário

Adriana Belém está detida no Instituto Penal Oscar Stevenson, em Benfica.

Últimas

Flagrada com R$ 1,7 milhão, Adriana Belém passou a noite na Corregedoria da Polícia Civil.