Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Rosa Weber envia à PGR notícia-crime contra Bolsonaro por falas sobre eleições

Ministra do Supremo pediu ao procurador-geral da República que opine sobre a ação.

TSE | Flickr

Nesta quarta-feira (18), a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, enviou à Procuradoria-Geral da República (PGR) uma notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) por declarações e atos que, segundo a ação, põem em xeque, sem provas, o sistema eletrônico de votação brasileiro.

O pedido de investigação foi ajuizado pelo deputado professor Israel Batista (PSB-DF). Ele menciona algumas declarações do mandatário ao participar do “ato cívico pela liberdade de expressão”, em 27 de abril, no Palácio do Planalto, em Brasília.

De acordo com o pedido, há indícios de vários crimes cometidos pelo chefe do Executivo federal, como peculato, prevaricação e crimes contra o Estado democrático de Direito, além de improbidade administrativa.

“As declarações, os atos eventualmente praticados e os atos preparatórios dolosos e eventualmente incriminatórios devem ser objeto de investigação e persecução penal, para fins de que se busque a ocorrência da prática de atos em desalinho com o interesse público e os crimes narrados nos tópicos a seguir alinhavados”, diz trecho da petição.

A partir de agora, cabe a Augusto Aras, chefe da PGR, analisar se há elementos para que o Supremo autorize uma investigação contra Bolsonaro.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Os dois principais nomes aparecem isoladamente na liderança da corrida ao Planalto.

Política

Comunicadora diz cortes do governo federal em verbas de publicidade incomodam os meios de comunicação.

Política

Operação 'Acesso Pago' investiga a prática de tráfico de influência e corrupção no MEC.

Política

Base governista segue alinhada com os anseios do mandatário.