Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Judiciário

Condenado por corrupção, Geddel vai para regime semiaberto após decisão do STF

Ex-ministro de Temer cumpre pena por lavagem de dinheiro e associação criminosa.

Dorivan Marinho | SCO | STF

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu progressão de regime ao ex-ministro Geddel Vieira Lima nesta sexta-feira (10).

Geddel foi condenado por lavagem de dinheiro, corrupção e associação criminosa no caso do “bunker” em que escondia R$ 51 milhões.

Ele ingressou com uma ação na Suprema Corte pleiteando a transferência para o regime semiaberto.

Anteriormente, Fachin impôs o pagamento da multa como requisito para a mudança da situação penal. Agora, o ministro reconheceu que está comprovado o recolhimento do valor definido a título de multa.

reter men | Flickr

No mês passado, a Segunda Turma derrubou a condenação de Geddel Vieira Lima e do irmão, o ex-deputado Lúcio Vieira Lima, pelo crime de associação criminosa no caso das malas com milhões de reais encontradas em um apartamento de Salvador/BA.

Na ocasião, a condenação pelo delito de lavagem de dinheiro foi mantida pelo Supremo.

Com a decisão, a punição dos dois foi reduzida em um ano e meio. O ex-ministro passa a cumprir 13 anos e 4 meses de prisão; já o ex-deputado terá a pena reduzida para 9 anos de prisão.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Judiciário

PDT, PCB e PSOL questionam dispositivos da lei sancionada em julho de 2020.

Política

Presidente da CCJ não definiu data, mas arguição deve ocorrer na semana que vem.

Últimas

Ministro determinou avaliação de saúde do ex-médico, condenado por diversos estupros.

Judiciário

Pedido de vista de Ricardo Lewandowski adiou julgamento.