Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Com Brasil, aliança para reduzir gás metano reúne 103 países; exceto China, Rússia e Índia

Os três países que mais emitem o gás no planeta não assinaram o compromisso.

TchinChine | Flickr

Diversas nações se comprometeram a reduzir as emissões de metano como parte dos esforços para conter o chamado aquecimento global.

O anúncio foi feito pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, durante a Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas, a COP26, em Glasgow, na Escócia.

O Brasil está entre os mais de 100 signatários do pacto, proposto pela União Europeia (UE) e pelos norte-americanos. China, Rússia e Índia ficaram de fora do acordo que pretende reduzir em 30% as emissões de metano até 2030.

Em que pese a ausência dos três principais emissores, os países que apoiaram o tratado são responsáveis por pelo menos metade de todas as emissões globais do gás.

Segundo John Kerry, enviado da Casa Branca, o metano é até “80 vezes mais destrutivo do que o CO2 e é totalmente responsável por 0,5 grau do aquecimento de 1,1°C que temos hoje”.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Mundo

Países que mais consomem o combustível no mundo não aderiram ao tratado.

Mundo

Secretário-geral da ONU falou na abertura da 26ª edição da Conferência do Clima.

Mundo

Líder da Igreja Católica assinou documento com 40 representantes religiosos.

Política

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta segunda-feira (21) que o ceticismo em relação às mudanças climáticas é um...