Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Bolsonaro autoriza presença temporária de militares dos EUA em território brasileiro

Serão 240 militares estrangeiros que marcarão passagem pelo país.

UnSplash

Um decreto assinado pelo presidente da República, publicado nesta quinta-feira (14), autoriza a presença temporária de forças militares dos Estados Unidos em território nacional.

A iniciativa visa executar um exercício conjunto com o exército brasileiro.

O treinamento envolve as tropas dos dois países e foi estipulado em uma conferência bilateral realizada em 2020. A partir disso, de modo anual, fica preestabelecido o ajuntamento até 2028.

Neste ano, conforme o Planalto, o exercício militar irá acontecer entre os dias 28 de novembro e 18 de dezembro, na região do Vale do Paraíba, no trecho entre os Municípios de Resende (RJ) e de Lorena (SP).

O Planalto frisou, inclusive, que entre janeiro e março deste ano, foi realizado o primeiro exercício entre os dois países, em Fort Polk, no estado de Luisiana, EUA.

“Ressalte-se que iniciativas como esta se inserem no contexto do Acordo Bilateral entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo dos Estados Unidos da América sobre Cooperação em Matéria de Defesa, firmado em Washington, em 12 de abril de 2010, e promulgado pelo Decreto nº 8.609, de 18 de dezembro de 2015”, diz o texto da Secretaria-Geral da Presidência.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Governo

Treinamento conjunto entre as Forças foi proposto pelo Ministério da Defesa.

Congresso

Segundo o senador, comboio militar na capital federal 'não pode passar impune'.

Política

O ministro da Defesa, Walter Braga Netto, juntamente com os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, lançaram uma nota oficial em repúdio...

Análise

Eram três horas da madrugada. O dia? 31 de março de 1964. O general Olímpio Mourão Filho partia, de Juiz de Fora, rumo ao...