Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Brasil firma parcerias estratégicas com Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Catar

Acordos ocorreram durante visita de Bolsonaro ao Golfo Pérsico.

Alan Santos | PR

O presidente Jair Bolsonaro e a delegação governista viajaram na sexta-feira (12) aos Emirados Árabes Unidos, primeira escala de viagem a países do Golfo Pérsico, que também os levaram ao Bahrein (16), encerrando a missão no Catar, neste dia 17. Membros do gabinete presidencial, bem como representantes do Congresso Nacional e do empresariado brasileiro integraram a comitiva internacional.

Emirados Árabes Unidos

A convite de Sua Alteza Xeque Mohammed bin Rashid Al Maktoum, vice-presidente e primeiro-ministro dos Emirados Árabes Unidos e governante de Dubai, e Sua Alteza Xeque Mohamed bin Zayed Al Nahyan, príncipe herdeiro de Abu Dhabi e subcomandante supremo das Forças Armadas dos Emirados Árabes Unidos, o presidente Jair Bolsonaro fez a sua segunda visita aos Emirados Árabes Unidos entre 13 a 16 de novembro.

Em Dubai, o mandatário foi recebido pelo Xeque Mohammed bin Rashid Al Maktoum. À luz da parceria estratégica entre as duas nações, os dois líderes discutiram as relações bilaterais e formas de aprimorar a cooperação no contexto de oportunidades futuras, enfatizando interesses comuns para sustentar os laços de amizade. Além disso, o chefe do Executivo brasileiro concedeu ao Xeque Mohammed bin Rashid Al Maktoum o Grande Colar da Medalha Nacional do Cruzeiro do Sul, a mais alta classificação da ordem concedida a chefes de Estado.

Durante a reunião, diversos acordos e memorandos de entendimento foram assinados, incluindo um específico para parceria entre o Centro de Estudos e Pesquisas Estratégicas dos Emirados (ECSSR) e a Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG); e outro entre o Ministério da Educação dos Emirados Árabes Unidos e o Ministério da Educação do Brasil (MEC) sobre cooperação na área educacional.

Em sua fala, Bolsonaro destacou que a visita aconteceu por ocasião do Jubileu de Ouro dos Emirados Árabes Unidos em comemoração à unificação do país de sete emirados em um Estado moderno que desempenha um papel importante na comunidade internacional. Também destacou os notáveis ​​desenvolvimentos alcançados pelos Emirados Árabes Unidos nas últimas cinco décadas. Por sua vez, Sua Alteza Xeque Mohammed bin Rashid Al Maktoum parabenizou o Brasil pelo 200º aniversário de sua Independência, que será comemorado em 2022.

Em 14 de novembro, o presidente participou da cerimônia de abertura da 17ª edição do Dubai Airshow, o maior evento comercial aeroespacial do mundo. As autoridades dos Emirados deram as boas-vindas à significativa participação do Brasil por meio do pavilhão nacional brasileiro e do pavilhão da Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A (Embraer), que representa a indústria de defesa brasileira.

Em 15 de novembro, o líder tupiniquim participou da celebração do Dia Nacional do Brasil na Expo 2020 Dubai. Bolsonaro, na ocasião, parabenizou os líderes dos Emirados por realizarem a Expo 2020 Dubai, o primeiro grande evento global aberto ao público e realizado pessoalmente desde o início da pandemia da Covid-19.

O presidente foi então recebido por Sua Alteza Xeque Mohamed bin Zayed Al Nahyan em Abu Dhabi. Ambos os chefes de Estado discutiram relações bilaterais e questões regionais de interesse mútuo. Além disso, o Xeque Al Nahyan também foi agraciado com o Grande Colar da Medalha Nacional do Cruzeiro do Sul.

No encontro, os líderes analisaram questões bilaterais urgentes e concordaram em continuar a aprofundar a atual parceria estratégica bilateral. As duas partes manifestaram interesse em realizar a primeira reunião no âmbito de um acordo assinado que será assinado entre o Brasil e os Emirados Árabes Unidos em 2022 para discutir temas que incluam paz e segurança, desenvolvimento sustentável, cooperação econômica, energia renovável, turismo, cultura e esportes.

Os mandatários reafirmaram a importância de promover a cooperação econômica bilateral e expressaram a intenção de aprofundá-la. Em 2021, o total de ativos dos Emirados Árabes Unidos no Brasil ultrapassou US$ 10 bilhões, enquanto pelo menos 30 empresas brasileiras operavam naquele país.

No dia 15 de novembro, o presidente participou da cerimônia de abertura do Fórum de Investimentos Brasil-Emirados, em uma demonstração do desejo dos líderes empresariais dos dois países em estreitar o relacionamento econômico bilateral.

Bolsonaro reconheceu o importante papel que os Emirados Árabes Unidos desempenham no setor de logística global e no Brasil em particular. Os líderes dos Emirados deram as boas-vindas à adesão das operadoras brasileiras à iniciativa do Passaporte de Logística Mundial de Dubai e expressaram seu desejo de que as empresas e os fundos árabes expandam ainda mais seu envolvimento notável nos setores brasileiros de logística e infraestrutura.

Confiantes na experiência e capacidade do agronegócio brasileiro para ajudar a alcançar a estratégia de segurança alimentar dos Emirados Árabes Unidos, os dois países expressaram sua intenção de fortalecer a cooperação bilateral.

Bahrein

Na terça (16), o chefe do Executivo federal inaugurou em Manama a embaixada brasileira no Bahrein. É a primeira vez que um chefe de governo brasileiro visita o país localizado no Oriente Médio.

As duas nações mantêm relações diplomáticas desde 1971, mas os interesses do Brasil até então eram intermediados pela embaixada no Kuwait. A criação de uma representação distinta no país levará ao aprofundamento dos laços comerciais entre as duas nações.

Atualmente, o Bahrein ocupa o quarto lugar entre os países do Oriente Médio em transações comerciais com o Brasil.

Em seu discurso de posse da nova sede brasileira, o presidente disse que há amplo espaço para a expansão dos negócios bilaterais. Ele também disse estar feliz com a inauguração da representação diplomática, um passo importante para a aproximação dos dois países.

Bolsonaro ainda se encontrou com o rei do Bahrein, Hamad Isa bin Kalifa. Ele foi recebido com um almoço no Palácio Real e assinou acordos de cooperação nas áreas de política, cultura e esportes.

Comentários

Correspondente internacional na Europa.

Política

Declaração ocorreu nesta terça-feira (18).

Política

Tucano comentou sobre a gestão brasileira na política internacional.

Política

Ex-magistrado concedeu entrevista nesta terça-feira (11) à Rádio Metropole.

Política

Comunicador frisou que Barra Torres não pode ser demitido, por causa do período de mandato.