Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

China quer produtos do agro brasileiro de maior valor, diz embaixador

Brasília: O embaixador da China, Yang Wanming, durante o Fórum de Think Tanks China-Brasil. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Durante evento online promovido pela revista Exame, o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, disse que o país asiático permanece atento às preocupações do governo brasileiro para aumentar o valor agregado de suas exportações. Ele também assegurou que o regime comunista “está pronto” para trabalhar a fim de que o objetivo seja alcançado.

“Não se trata apenas de uma lição de casa brasileira, mas uma das prioridades para a nossa cooperação, para colocar a parceria em outro patamar”, declarou Wanming, de acordo com informações do Money Times.

Segundo o representante diplomático, o país comandado por Xi Jinping está “otimista” com o futuro do investimento na área agrícola brasileira. Na visão dele, à medida que o PIB per capita da China cresce, o Brasil deveria “aproveitar essas oportunidades para atrair mais investimentos de chineses no setor de processamento de produtos agrícolas, para elevar o valor agregado dos produtos exportados”.

O embaixador lembrou que a China busca expandir as suas importações de matérias-primas para ração animal, como o milho, e que o Brasil praticamente não vende o cereal ao país — sinalizando que esse tipo de comércio poderia crescer ainda mais.

“O custo da mão de obra está cada dia mais elevado, e os empresários têm cada vez mais desejo de importar produtos de valor agregado ou processado, e não somente matérias-primas [grãos], e também têm interesse ainda maior para fazer investimentos no mercado exterior”, afirmou.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Mundo

Segundo Pequim, autoridades japonesas 'se comportaram mal' ao falar sobre as tensões na região.

Mundo

Ministério da Defesa taiwanês diz que China lançou 11 mísseis em águas perto da ilha.

Mundo

Ministério das Relações Exteriores russo pede aos EUA que reconheçam 'nova realidade geopolítica'.

----- CLEVER ADS -----