Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Cooperação militar entre Rússia e Arábia Saudita pode mudar equilíbrio de poder no Oriente Médio

Indústria de armas russa competiria com a dos Estados Unidos, que até agora tem sido o fornecedor indiscutível de equipamento militar para o reino saudita.

Russian Presidential Executive Office

A Rússia e a Arábia Saudita assinaram um acordo de cooperação militar na semana passada em uma exposição de armas nos arredores de Moscou.

O vice-ministro da Defesa saudita, Khalid bin Salman, anunciou que assinou o acordo com o vice-ministro da Defesa russo, Alexander Fomin. Desta forma, os dois países esperam “desenvolver uma cooperação militar conjunta”.

O encontro aconteceu durante o Fórum Técnico-militar Internacional ‘Army-2021’. Durante o encontro, não foram discutidos detalhes específicos sobre a natureza do negócio.

A Arábia Saudita é o maior importador de armas do mundo. Enquanto a Rússia é o segundo maior exportador de armas depois dos Estados Unidos.

Durante anos, os EUA foram o principal fornecedor de armas para os sauditas. Segundo o Stockholm International Peace Research Institute, a Arábia Saudita foi o principal destinatário das vendas de armas dos EUA de 2016 a 2020. No total, o país comprou o equivalente a 24% das vendas de armas norte-americanas.

“Nosso objetivo é um desenvolvimento progressivo da cooperação nos campos militar e técnico-militar em todo o espectro de questões de interesse mútuo”, afirmou Sergei Shoigu, ministro da Defesa russo.

Shoigu afirmou que a Rússia tem muitos novos sistemas de armas que “foram comprovados na Síria”. Os militares russos intervieram na Guerra Civil Síria para apoiar o governo de Bashar al-Assad.

Os sauditas estão considerando que o atual e os próximos governos americanos podem não ser tão amigáveis ​​com eles. Por esse motivo, eles estão buscando diferentes parceiros para ajudá-los em suas necessidades de defesa.

O crescente poder da Rússia no espaço eurasiano força a Arábia Saudita a encontrar uma maneira de trabalhar “construtivamente” com Moscou.

Mudança no cenário geopolítico

Em ocasiões anteriores, as relações entre a Arábia Saudita e a Rússia foram bastante tensas. A insurgência chechena foi financiada pelo estado do Golfo Pérsico ao longo da década de 1990. Isso levou à reaproximação da Rússia com o Irã, um movimento que atua como “um equilíbrio” contra os Estados sunitas.

No ano passado, os dois países também se envolveram em uma briga por causa dos preços do petróleo.

No entanto, a mudança no cenário geopolítico está mudando e relacionamentos anteriores que podem ter sido tensos terão que ser reparados. O novo acordo de defesa entre a Rússia e a Arábia Saudita é apenas mais um sinal de que a Eurásia estará no epicentro da atividade geopolítica no século 21.

Com informações, RadioFreeEurope/RadioLiberty e Liberty Conservative News.

Comentários

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Mundo

Reunião da cúpula do G20 foi encerrada neste domingo (31), em Roma.

Governo

Vice-presidente comentou alteração ministerial feita por Bolsonaro.

Mundo

Um avião com 28 pessoas caiu nesta terça-feira (6) no extremo leste da Rússia, informaram agentes de resgate. O Antonov An-26, de duas turboélices,...

Política

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, assinou nesta quinta-feira (20) um acordo de cooperação com a prefeita de Bauru, Suéllen Rosim (Patriota), nas...