Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Mais de 200 mil franceses vão às ruas contra certificado de vacinação

Governo Macron impôs apresentação de documento que comprove imunização.

SYBARTS | Flickr

Centenas de milhares de franceses voltaram às ruas neste último sábado (14) para protestar contra as medidas do governo de Emmanuel Macron, que impõe a obrigatoriedade do passaporte de vacinação no país. A informação é do El País.

A exigência do certificado está em vigor há quase uma semana. Informações oficiais do Ministério do Interior apontam que cerca de 215 mil manifestantes bradaram contra a restrição às liberdades individuais, que eles consideram uma “ditadura sanitária”.

Na última segunda (9), as autoridades francesas passaram a exigir autorizações para que as pessoas possam realizar determinadas atividades fora de casa.

Para entrar em bares e restaurantes, viajar, visitar familiares ou acompanhar alguém ao hospital será preciso apresentar uma prova de imunização completa, teste negativo recente ou certificado de recuperação da doença.

A regra está em vigor desde o final de julho para adentrar em museus, cinemas e teatros. A partir de amanhã (16), o certificado também será necessário para ir ao shopping, no caso de estabelecimentos com mais de 20 mil metros quadrados em regiões onde a taxa de incidência da peste chinesa é de mais de 200 casos a cada 100 mil habitantes.

Confira algumas imagens das manifestações divulgadas nas redes sociais:

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Mundo

Regime comunista ordenou isolamento a mais de 187 mil pessoas no país.

Últimas

Presidenciável do PDT entrou em isolamento e suspendeu viagens por uma semana.

Política

Pesquisas dão vantagem ao atual mandatário, mas número de indecisos é alto no país.

Economia

Questão financeira ocupa o primeiro lugar na lista de temores da população para 2022.