Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Novo míssil da Coreia do Norte ameaça comunidade internacional, diz Pentágono

Defesa dos EUA diz que atividade mostra desenvolvimento contínuo do programa nuclear do regime comunista.

Ken Millard | Flickr | Foto ilustrativa

O Pentágono afirmou nesta segunda-feira (13), em nota, que o lançamento de um novo míssil de cruzeiro de longo alcance da Coreia do Norte representa uma “ameaça” aos países vizinhos e à comunidade internacional.

Os Estados Unidos da América “vão continuar a acompanhar a situação e a consultar de perto os seus aliados e parceiros”, acrescentou, no texto, o Comando Indo-Pacífico norte-americano.

Os EUA reiteraram ainda o compromisso, “resistente a todas as provas”, de defender a Coreia do Sul e o Japão contra Pyongyang.

Cerca de 28,5 mil soldados norte-americanos estão no sul da península.

O regime comunista executou com sucesso teste com novo “míssil de cruzeiro de longo alcance” no fim de semana, anunciou a agência oficial de notícias norte-coreana KCNA.

Os disparos do teste ocorreram na presença de autoridades da ditadura, informou a KCNA, que também confirmou o êxito dos ensaios.

Os mísseis percorreram trajetória de 1,5 mil quilômetros, antes de atingir o alvo, não especificado pela agência estatal.

Diversas resoluções do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) proíbem a Coreia do Norte de prosseguir com os seus programas de armamento nuclear e de mísseis balísticos.

Apesar de atingido por múltiplas sanções internacionais, o país reforçou nos últimos anos a capacidade militar sob a liderança de Kim Jong-un.

O país, inclusive, já fez diversos ensaios nucleares e testou com sucesso mísseis balísticos capazes de atingirem os Estados Unidos.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Mundo

Ex-presidente americano fez declarações enquanto comentava luta entre Holyfield e Belfort.

Mundo

Naquela manhã de terça-feira, 4 atentados mataram quase 3 mil pessoas no país.

Mundo

Medida vale para funcionários federais e empresas com mais de 100 colaboradores.

Mundo

Atos acontecem em cidades como Nova York, Chicago, Boston e Miami.