Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Partido espanhol conservador é proibido de participar dos debates televisivos

O líder do partido declaradamente conservador Vox, que prometeu “tornar a Espanha grande novamente”, foi banido pela autoridade eleitoral espanhola do único debate televisivo confirmado antes da eleição geral do país, em 28 de abril.

A rede de comunicação Atresmedia (grande canal espanhol) foi ordenada a excluir Santiago Abascal — líder do partido Vox — dos debates após uma decisão do Conselho Central Eleitoral da Espanha, que afirmou que sua presença no debate não seria “proporcional” aos votos do partido. Durante as eleições de 2015, o partido recém-fundado não conseguiu obter representação no parlamento nacional do país.

No entanto, desde as eleições, o Vox fez grandes avanços na arena política, tornando-se o terceiro maior partido da Espanha durante as eleições na Andaluzia em dezembro do ano passado, quando conseguiu 11% dos votos e conquistou 12 lugares. A grande mídia espanhola previu que o partido ganharia apenas cinco lugares. Nada diferente do que ocorre no Brasil.

Depois da popularidade do partido ter aumentado nos últimos anos, enfrenta-se total exclusão de um debate eleitoral — mesmo quando certas pesquisas estão prevendo que o partido poderia terminar como o terceiro maior partido no âmbito nacional. Caso o Vox termine em terceiro lugar nas eleições nacionais do país, o partido se tornaria um ator fundamental no parlamento espanhol e poderia até se tornar um parceiro de coalizão em futuros governos.

Depois de ouvir sobre a planejada exclusão de seu partido dos debates, o Vox foi ao Twitter, criticando a decisão como um exemplo claro e descarado de preconceito institucional contra partidos nacionalistas e populistas, argumentando que tal decisão foi tomada pela mesma diretoria eleitoral que deu sinal verde a partidos políticos de esquerda: Podemos e Ciudadanos, quando eles não tinham representação.

Logo depois, em sua conta no Twitter, o líder do partido Santiago Abascal declarou que os esquerdistas não escondem mais seu verdadeiro objetivo de erradicar o partido conservador: “Primeiro o establishment tentou manipular nossa mensagem na mídia, então eles enviaram a vanguarda encapuzada de ativistas da Antifa para nos atacar fisicamente, e agora eles nos censuram para evitar que os espanhóis nos ouçam”.

Enquanto a Atresmedia disse que respeitaria a decisão da autoridade eleitoral de “readaptar o formato do seu debate” para incluir apenas líderes do Partido Popular liberal de centro-direita, o globalista Ciudadanos, o Partido Socialista dos Trabalhadores e a extrema esquerda “Podemos”, a rede de comunicação afirmou que iria entrar com um recurso contra a decisão.

O Vox representa o partido que mais cresce na Espanha e ganhou um impulso significativo no último ano desde que se apresentou como a única força política socialmente conservadora e tradicionalista em um campo superlotado de esquerdistas, e onde a única supostamente direita é composta por liberais em questões sociais.

Abascal prometeu defender o povo espanhol contra a “batalha ideológica” cada vez mais agressiva travada contra eles por ativistas de esquerda, marxistas culturais e os chamados “progressistas”.

Com informações de BBC.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Comentários

Jornal digital comprometido com a cobertura e a análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | FALE CONOSCO: contato@conexaopolitica.com.br

Política

Comunicadora diz cortes do governo federal em verbas de publicidade incomodam os meios de comunicação.

Política

Conforme o levantamento, cresceu o número de pessoas que não se classificam “nem de direita, nem de esquerda, nem de centro”.

Mundo

Plano de reforma quer garantir folga durante ‘período de fortes cólicas’.

Judiciário

Proposta de controle da mídia é defendida pelo ex-presidente Lula.

----- CLEVER ADS -----