Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Mundo

Segundo incidente em uma mesma semana, com mortes após explosão em base militar na Rússia

Segundo incidente em uma mesma semana, com mortes após explosão em base militar na Rússia
Россия. Ростовская область. 11 июля. Во время тактико-специальных учений "Кобальт-2013" подразделений органов внутренних дел государств-членов ОДКБ. Фото ИТАР-ТАСС/ Валерий Матыцин

Nesta quinta-feira (8), ocorreu o segundo incidente com mortes em uma mesma semana, após uma explosão em uma base militar na Rússia. Parte do Mar Branco permanecerá fechada por pelo menos um mês, devido à explosão do motor de um míssil em um local de teste das forças armadas russas, próximo ao porto de Archangelsk. Dois militares morreram na explosão e sete pessoas ficaram feridas.

Em Archangelsk, as autoridades portuárias informaram que a baía de Dvina permanecerá fechada para a navegação por um mês. A baía está localizada em frente à cidade de Archangelsk, a cerca de 5 Km ao norte de Moscou.

Local da explosão na baía de Dvina, em frente à cidade de Archangelsk.

A explosão a noroeste de Archangelsk ocorreu durante o teste de um motor de um míssil nesta quinta-feira (5).

O município vizinho de Severodvinsk relatou que um aumento no nível de radiação captado por sensores na cidade foi medido rapidamente após a explosão. As autoridades locais publicaram uma nota em seu site informando que “os valores voltaram ao normal”.

Este é o segundo incidente em menos de uma semana em um complexo militar russo.

Explosão na Sibéria
Nesta segunda-feira (5), um incêndio em um depósito de munição nas proximidades da cidade siberiana de Krasnoyarsk levou a fortes explosões. Pelo menos uma pessoa morreu, várias ficaram feridas e milhares de pessoas tiveram que ser evacuadas.

Imediatamente após a gigantesca explosão, o pessoal da base buscou cobertura em bunkers e abrigos. A área ao redor da base foi evacuada em um raio de aproximadamente 20 quilômetros. Dezenas de milhares de pessoas de três vilarejos próximos tiveram que deixar suas casas. Eles foram levados para Krasnoyarsk por trens e ônibus. A mídia russa fala de uma “evacuação em massa”.

Devido à onda da explosão na região de Achinsk, as janelas de muitas casas na área foram estilhaçadas. O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu declarou Estado de Emergência na área. Não se sabe se substâncias nocivas foram liberadas. Especula-se nas mídias sociais que isso realmente ocorreu.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Comentários

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

Mundo

Washington ameaçou impor sanções a Moscou em caso de investida contra Kiev.

Mundo

Nesta terça-feira (30), a Rússia reiterou a parceria estratégica com o Brasil e comemorou a entrada do país, em janeiro de 2022, no Conselho...

Mundo

Reunião da cúpula do G20 foi encerrada neste domingo (31), em Roma.

Mundo

Indústria de armas russa competiria com a dos Estados Unidos, que até agora tem sido o fornecedor indiscutível de equipamento militar para o reino...