Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

7 de Setembro: Cármen Lúcia manda PGR detalhar medidas em pedidos de investigação de Bolsonaro

Para a magistrada, ações não podem ficar restritas à PGR, e STF precisa ser informado.

Fernando Frazão | Agência Brasil

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), mandou a Procuradoria-Geral da República (PGR) informar, no prazo de 15 dias, quais medidas foram tomadas em relação aos pedidos de investigação contra o presidente Jair Bolsonaro por declarações ocorridas nos atos de 7 de Setembro.

A determinação foi proferida em notícias-crimes contra falas ocorridas no evento.

Na decisão, a magistrada frisa que a PGR precisa detalhar todas as medidas que tomará em relação aos casos. Segundo ela, as informações devem ser repassadas ao Supremo para que o devido acompanhamento seja realizado.

No entendimento de Cármen, o Supremo precisa ser notificado de todas as diligências realizadas pela Procuradoria, ainda que esteja em fase preliminar, antes de uma decisão sobre a abertura ou não uma investigação formal.

“Vista à Procuradoria-Geral da República para que, no prazo máximo de quinze dias, manifestar-se sobre a ‘notitia criminis’ apresentada, esclarecendo-se que eventuais diligências ou apurações preliminares deverão ocorrer nesta Petição e não em notícia de fato a ser instaurada a partir de cópia destes autos, garantindo-se o controle jurisdicional a ser exercido pelo Poder Judiciário nos termos da Constituição e das leis da República”, disse  a ministra nos dois despachos.

“Não se pode afastar o controle deste Supremo Tribunal da supervisão de qualquer caso, instaurando procedimento próprio com a exclusão da fiscalização exercida pelo Poder Judiciário. Eventuais diligências ou investigações preliminares devem ser informadas no processo que tramita sob responsabilidade deste tribunal”, pontuou.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Governo

Mandatário manifestou preocupação sobre o assunto.

Política

Tom da fala já vem sendo ecoado pelo mandatário há cerca de dois meses.

Governo

Declarações ocorreram nesta segunda (22), em Brasília.

Política

Tratativas visam avançar interesses em torno da entrada do mandatário na sigla.