Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Collor nega que governo federal seja refém do Centrão

Brasília - O senador Fernando Collor de Mello, fala durante o quinto dia de julgamento final do processo de impeachment da presidenta afastada, Dilma Rousseff, no Senado (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Em entrevista à CNN Brasil, ex-presidente da República e atual senador, Fernando Collor (PROS-AL), afirmou nesta quinta-feira (1º) que o governo Bolsonaro não está sendo feito refém pelos parlamentares do Centrão.

Para ele, a escolha da deputada Flávia Arruda (PL-DF) para ser a nova ministra da Secretaria de Governo foi um acerto do chefe do Executivo.

De acordo com Collor, que prefere chamar o Centrão de “centro democrático”, foi “absolutamente acertada” a decisão pela nova ministra.

Na visão dele, a nomeação de Arruda “marca o aprimoramento” nas relações entre Executivo e Legislativo. “Agora temos a pessoa certa no lugar certo”, declarou.

Sem crise com militares

Ao comentar sobre a troca no comando das Forças Armadas, o ex-presidente minimizou a possibilidade de crise entre Palácio do Planalto e militares.

“É prerrogativa do presidente da República. […] não houve crise nenhuma”, afirmou.

Guedes faz o que pode

Perguntado sobre a atuação de Paulo Guedes, ele afirmou que o ministro da Economia “vem fazendo tudo aquilo que está ao seu alcance” e que a agenda liberal do governo foi prejudicada pela pandemia da covid-19 por desentendimentos com o ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Governo

Assunto será tema do programa ‘Brasil em Pauta’ deste domingo.

Economia

Estimativa de faturamento é de R$ 130 bilhões, afirma FecomercioSP.

Economia

Ritmo de recuperação é menos intenso que o previsto inicialmente.

Política

Declaração ocorre após o ex-juiz oficializar entrada no cenário político.