Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Collor rejeita convite de Doria para tomar vacina chinesa

Fernando Collor de Mello

O ex-presidente da República e atual senador por Alagoas, Fernando Collor (PROS), recusou o convite do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), para ser vacinado com o imunizante produzido pelo laboratório chinês Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan.

Conforme noticiado pelo Conexão Política na sexta-feira (18), Doria solicitou aos ex-chefes do Executivo federal que eles fizessem o gesto a fim de incentivar que a população entenda que a vacinação em massa não é uma briga política, mas questão de saúde pública.

Através do Twitter, Fernando Collor escreveu: “Sobre a notícia publicada pelos veículos de comunicação nesta sexta-feira (18), informo a todos: agradeço ao convite feito pelo governo de São Paulo, mas não participarei do ato”.

E os outros?

Até o momento, aceitaram o convite do governador tucano os ex-mandatários José Sarney, Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer.

Dilma Rousseff, por sua vez, informou que não pretende ir a São Paulo, mas aceita ser vacinada se João Doria encaminhar o imunizante para a cidade de Porto Alegre/RS, onde a petista reside atualmente.

A assessoria do ex-presidiário Luís Inácio Lula da Silva disse que ele possui viagem marcada para Cuba, onde passará Natal, Ano Novo e será personagem de um documentário sobre a América Latina produzido pelo norte-americano Oliver Stone, mas que tomará a vacina quando estiver disponível.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Economia

Aumento está relacionado à expansão do comércio online, diz associação.

Política

Foram apreendidos quase R$ 2 milhões na residência de Adriana Belém

Política

Prazo também vale para pagamento da primeira cota

Política

Operação Calígula cumpre 29 mandados de prisão