Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Conrado detona Globo após pesquisa eleitoral: “Podres, imundos”

Grupo Globo divulgou pesquisa de intenção de voto que favorecia o ex-presidente Lula na disputa do ano que vem.

Divulgação | Record TV

O cantor Conrado Fernandes usou as redes sociais para manifestar repúdio frente a veiculação das recentes pesquisas de intenção de voto para as eleições de 2022, cujos números foram divulgados pelo Grupo Globo de comunicação.

No dia 20 de dezembro, o portal G1 publicou duas matérias com as seguintes manchetes: “Lula é melhor presidente da história para 51%, e Bolsonaro o pior para 48%, aponta Datafolha”, e “Pesquisa Datafolha aponta que eleitores veem Lula como mais preparado para lidar com fome, desemprego, saúde e educação”.

Já no dia 14 deste mês, uma pesquisa no mesmo sentido apontou vantagem do líder petista. O levantamento, inclusive, foi transmitido no horário nobre da emissora, durante o Jornal Nacional.

“Fazia muito tempo que eu não via o jornal da Globo. Como que pode uma emissora dessa ainda ter alguma credibilidade dentro do Brasil? Se você hoje ainda dá credibilidade para a Globo, eu vou dizer um negócio… Não dá pra entender, os caras colocando uma pesquisa do além, com 49% de intenção de votos para o Lula e 22% para o Bolsonaro”, pontuou o artista.

Conrado divergiu da sondagem, afirmando que o resultado das urnas será totalmente diferente do que vem sendo retratado pelos institutos de opinião e estatística.

“Vocês estão querendo chegar aonde com isso? Vocês estão acreditando que vão conseguir burlar as urnas? Porque se não burlar as urnas, vocês não passam nem do primeiro turno. Vai ser 70% para o Bolsonaro e 30% para vocês, se tiver 30″, questionou.

Por fim, Conrado disse que o Brasil precisa parar de contribuir na audiência do conglomerado de mídia, alegando que a emissora dos Marinho se posiciona contra os interesses dos brasileiros.

“O Brasil inteiro deveria não dar mais audiência, porque eles são contra os brasileiros, eles querem que a gente se dane. O negócio da Globo hoje é político. E o artístico da Globo ainda continua só na mão do Boninho, porque o que está na mão do Boninho são as melhores coisas da Globo. O restante, o jornalismo, é podre. Vocês são podres, imundos e não torcem pelo Brasil. A verdade é essa”, acrescentou.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Últimas

Emissora ainda tentou recorrer, mas não obteve êxito.

Últimas

Âncora decidiu deixar o dia a dia da vida de repórter.

Política

Emissora do ‘plim plim’ vem perdendo espaço em dias de eventos esportivos.

Política

Para o Procon, houve descumprimento do dever de informação e transparência.