Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

CoronaVac: Butantan adia novamente divulgação de eficácia da vacina

O índice de precisão da Coronavac foi prorrogado mais uma vez.

Os dados em questão, que já tinha tinham sido postergados, seriam expostos nesta quarta-feira (23). Contudo, o governo do estado de São Paulo disse que por causa de uma solicitação do laboratório Sinovac, a divulgação teve de ser adiada, uma vez que a empresa deseja unificar os dados de outras localidades onde a vacina foi testada com as informações obtidas no estudo brasileiro.

A previsão é que as informações sejam apresentadas em 15 dias.

Ainda de acordo com o Palácio dos Bandeirantes, a vacina tem eficácia superior a 50% e terá a solicitação de registro junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Mesmo diante de tantos atrasos e diversos questionamentos sobre a eficácia, o governo de São Paulo continua comprando milhões de doses.

Apesar disso, a data prevista para o início da imunização em massa continua sendo 25 de janeiro.

Doria, que tendo abraçado o slogan ‘A Vacina do Brasil’, segue na empreitada de tentar distanciar a ligação do país asiático no desenvolvimento da substância. Porém, conforme vem frisando o Conexão Política, a medicação é elaborada pela farmacêutica chinesa Sinovac Life Science em parceria com o Instituto Butantan. Portanto, a substância é primariamente chinesa.

A previsão do governo de SP é que 10,8 milhões de doses estejam em território brasileiro até 31 de dezembro.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Saúde

Segundo o Centro de Vigilância Epidemiológica, não há relação entre a substância e o quadro clínico.

Judiciário

Categoria protesta contra desfalque de equipes de saúde na cidade.

Mundo

Decisão foi tomada pelo republicano em seu primeiro dia de mandato.

Mundo

PIB do regime comunista registrou a maior alta em uma década.