Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Defesa de Lula não descarta ações na Justiça que podem tornar Moro inelegível em 2022

Após a decisão do ministro Edson Facchin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que tornou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) elegível, advogados do petista estudam a possibilidade de ingressar com ações nas esferas cível e criminal para responsabilizar o ex-juiz federal Sergio Moro.

A tentativa, na visão de muitos analistas, é tornar Moro inelegível nas eleições presidenciais de 2022. Para isso, o julgamento precisaria ocorrer em segunda instância.

Apesar de não confessar publicamente, Lula teme ser derrotado por Jair Bolsonaro, atual presidente do Brasil, que deve concorrer à reeleição. O ex-magistrado seria mais uma empecilho do ex-presidiário, pois pode existir uma forte migração de votos e rachar o eleitorado do PT.

Lula, inclusive, já disse que a idade dele poderia ser um dos fatores determinantes para afastá-lo do pleito, ainda que estivesse autorizado a disputar a eleição.

Moro, por sua vez, é apontado como um dos nomes que possivelmente disputará as eleições em 2022, principalmente após a fragilização da Operação Lava Jato. Contudo, até o momento, ele ainda não comentou abertamente sobre o assunto.

Comentários

Colaborador do Conexão Política.

Política

Fala foi emitida durante ajuntamento cristão no Rio de Janeiro.

Política

Levantamento foi realizado pelo Paraná Pesquisas.

Política

Segundo ele, documento apontava detalhes de financiamento ilegal em favor de políticos do partido.

Judiciário

Tribunal entra em recesso e retoma julgamentos normais em agosto.

----- CLEVER ADS -----