Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Doria abandona vida pública e diz que focará no setor privado

Ex-governador garantiu que ficará no PSDB, mas descartou disputar eleições em 2022.

Governo de SP | Flickr

O tucano João Doria iniciou 2022 como governador de São Paulo e postulante declarado à Presidência da República. Apesar disso, seis meses depois, suas aspirações políticas fracassaram e ele agora se vê num cenário conturbado.

Rejeitado por uma ala do PSDB que articulou a retirada de seu nome na disputa ao Palácio do Planalto, Doria afirma não querer deixar o partido, mas admite que a política não fará parte de seus planos, pelo menos durante os próximos meses.

Nesta segunda-feira (13), o ex-chefe do Palácio dos Bandeirantes anunciou seu retorno à atividade privada. Citando “uma oposição substantiva inclusive dentro do próprio PSDB”, ele disse que voltará a ser membro do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE), instituição que faz parte do Grupo Doria.

“Não vou sair do Brasil, não vou mudar do Brasil, continuarei aqui, voltando para o setor privado, de onde eu vim. A partir de agora, retorno à minha vida privada”, declarou o ex-mandatário em um hotel na Bela Vista, em São Paulo (SP).

“Continuo no PSDB, não me desfiliei e não vou me desfiliar do PSDB. As razões que me fizeram filiar ao PSDB no ano 2000 são as mesmas que me mantêm no PSDB no ano de 2022”, acrescentou.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Política

Comunicado foi divulgado após o tucano desistir de concorrer ao Planalto.

Política

Tucano lamentou a decisão, mas disse que o partido tomará a melhor escolha sobre o assunto.

Política

Tucano, ex-governador de São Paulo é pré-candidato à Presidência da República em 2022.

Política

Cálculos da agência paulista indicam que o Grupo CCR deverá recolher R$ 3,4 bi em vez de R$ 36 mi.

----- CLEVER ADS -----