Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Em artigo, Barroso diz que redes sociais liberaram ‘milícias digitais’ e ‘traficantes de notícias falsas’

Declarações foram publicadas no blog IberICONnect; magistrado usou as redes para divulgar o material.

Nelson Jr. | SCO | STF

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que a ascensão das redes sociais “liberou todos os demônios que viviam nas sombras”, a partir do aparecimento de “verdadeiras milícias digitais” e “traficantes de notícias falsas”.

As declarações estão inseridas em um artigo publicado por ele nesta segunda-feira (10) no blog IberICONnect, da Revista Internacional de Direito Constitucional.

O link do conteúdo foi compartilhado pelo magistrado em sua conta no Twitter.

O texto reproduz muitas ideias já proferidas por Barroso no encerramento do Ano Judiciário de 2021, quando disse que a democracia brasileira viveu “momentos graves” e que “o atraso rondou nossas vidas ameaçadoramente” ao longo do ano.

O ministro voltou a defender a regulamentação das plataformas tecnológicas para evitar “seu uso abusivo” e “a difusão da ignorância, da mentira e a prática de crimes de naturezas diversas”.

De acordo com ele, “saíram à luz do dia, sem cerimônia, os racistas, os fascistas, os homofóbicos, os misóginos, os desmatadores, os grileiros e supremacistas variados. É preciso enfrentá-los”, completou.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Entusiasta do isolamento, Barroso participou de festa de casamento no interior paulista.

Judiciário

Moraes assumirá a vice-presidência até agosto e, então, se tornará o próximo chefe da Corte.

Judiciário

Viajantes que deixaram o país antes de terça (14) não são obrigados a comprovar imunização.

Governo

Ministro Barroso, do STF, determinou a apresentação do comprovante para viajantes que vêm ao Brasil.