Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Governo de Rondônia proíbe uso da linguagem neutra em escolas públicas e privadas

A comunicação neutra propões teor inclusivo para pessoas que se consideram ‘não-binárias’.

UnSplash

Nada de ‘todes’, ‘menines’ ou ‘elus’. A chamada linguagem neutra — tida como uma das principais pautas em debate entre acadêmicos de viés progressistas — voltou a ser destaque nesta semana.

Apresentada como uma alternativa de comunicação social, a proposta está oficialmente proibida de ser utilizada nas escolas públicas e particulares de Rondônia. O governo estadual sancionou uma lei que trata sobre a medida. A lei n° 5.123, publicada no Diário Oficial, já está em vigor.

De acordo com o texto, fica “expressamente proibida a linguagem neutra na grade curricular e no material didático de instituições de ensino públicas ou privadas, assim como em editais de concursos públicos”.

A decisão vale para todas as instituições de ensino. O professor que descumprir os pontos determinados poderá sofrer punições.

Em nota, o governo estadual assegura que a resolução tem por objetivo estabelecer “medidas protetivas ao direito dos estudantes ao aprendizado da língua portuguesa de acordo com a norma culta”.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Ex-ministro dos governos Lula e Dilma afirma que o assunto atende a interesses externos.

Últimas

Droga era exportada da Bolívia para o Espírito Santo

Últimas

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta última quarta-feira (7) uma operação para combater a divulgação de imagens e vídeos de exploração sexual de crianças...

Últimas

Em mais uma ação para investigar supostas irregularidades na aquisição de insumos e produtos hospitalares para o enfrentamento da pandemia da covid-19, a Polícia...