Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Governo de SP multa Amoedo, Ciro, Joice e outras autoridades em ato contra Bolsonaro

Com pouca adesão, protestos ocorreram neste domingo (12).

Doria
Divulgação | Governo do Estado de São Paulo

O Centro de Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo autuou Ciro Gomes (PDT), João Amoêdo (Novo), o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), os deputados federais Joice Hasselmann (PSL), Marcelo Ramos (PL) e Júnior Bozzella (PSL), e o coordenador do MBL (Movimento Brasil Livre), Renan Santos.

De acordo com a coluna Painel, a medida do governo paulista ocorre após dezenas de autoridades não cumprirem com o decreto estadual durante o ato 12/09 contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na avenida Paulista. A ordem estabelece o uso do utensílio de proteção contra a Covid-19.

O governador João Doria esteve presente no local, mas em nenhum momento foi visto removendo a máscara do rosto.

Os deputados estaduais Arthur do Val (Patriota), Heni Ozi Cukier (Novo) e Isa Penna (Psol) também foram multados, de acordo com a reportagem.

Em São Paulo, o uso de máscaras é obrigatório em estabelecimentos públicos, prevendo multa de até R$ 552,71 por pessoa. Cabe recurso a quem for autuado.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

No país, mais de 3,5 milhões de pessoas entre 12 e 17 anos receberam a substância.

Política

Segundo a assessoria, procedimento já estava previsto e deve acontecer nesta sexta (3).

Política

Restrições de horários e capacidade de estabelecimento comerciais chegaram ao fim nesta terça (17).

Judiciário

Governador de São Paulo foi processado pelos compositores Marisa Monte e Arnaldo Antunes.