Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Governo Doria multa Bolsonaro por não usar máscara em manifestação

Presidente discursou na Avenida Paulista no 7 de setembro.

Isac Nóbrega | PR

A Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo autuou o presidente Jair Bolsonaro por não ter usado máscara durante a manifestação na Avenida Paulista neste 7 de setembro.

De acordo com o órgão, além do chefe do Executivo, outras 13 pessoas que estavam na comitiva também foram multadas pelo mesmo motivo. Cabe recurso.

Segundo o governo de São Paulo, o mandatário infringiu a lei federal nº. 14.013 de 2020, que torna obrigatório o uso do item em evento público, e a lei estadual nº. 6.437 de 1977, que prevê multa de até R$ 1,5 milhão para infrações sanitárias em território paulista.

Além do presidente da República, foram autuados:

André Porciuncula, subsecretário de Fomento e Incentivo à Cultura;

Carla Zambelli (PSL-SP), deputada federal;

Danilo Balas (PSL-SP), deputado estadual;

General Girão Monteiro (PSL-RN), deputado federal;

Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan;

Marcio Labre (PSL-RJ), deputado federal;

Marco Feliciano (Republicanos-SP), deputado federal;

Magno Malta, ex-senador;

Mario Frias, secretário de Cultura;

Netinho, cantor;

Silas Malafaia, líder religioso;

Suellen Rosim (Patriota-SP), prefeita de Bauru;

Tarcísio de Freitas, ministro da Infraestrutura.

Em nota oficial, a gestão Doria afirmou que “já é a 7ª ocasião em que Bolsonaro descumpre normas sanitárias no território paulista, acumulando 6 reincidências”.

“Esgotados os recursos das multas, o presidente deverá pagar os respectivos valores ou poderá ter o nome incluído na dívida ativa do Estado e no Serasa”, declarou a administração tucana.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Governo

Abertura do presidente com a comunidade surda teve início na posse presidencial, em janeiro de 2019.

Política

Milhares de fiéis foram às ruas da capital paranaense neste sábado.

Política

Na música, sertanejos dizem que presidente é “de Deus” e defende a família.

Política

Em canção autoral, músicos dizem que o mandatário “vai vencer de novo”.