Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

MDB diz que expulsará filiados que aceitarem assumir ministérios de Bolsonaro

Com reforma ministerial, aventou-se a possibilidade de emedebistas também serem escolhidos.

MDB Nacional | Flickr

O partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB) afirmou, nesta última segunda-feira (26), que qualquer de seus filiados que aceitarem assumir um ministério no governo do presidente Jair Bolsonaro será “convidado a se retirar” da sigla.

A manifestação oficial vem após rumores de que a legenda estaria se movimentando para chefiar uma pasta, após o Centrão ganhar mais espaço no Executivo com a chegada do senador Ciro Nogueira (PP-PI).

Nas redes sociais, o MDB Nacional escreveu: “Informamos que qualquer filiado ao partido que aceitar Ministério deste governo será convidado a se retirar da sigla. Essa é a posição oficial do MDB.”

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Congresso

Texto foi aprovado em comissão especial em dezembro de 2018 e não foi pautado para o plenário até agora.

Congresso

Foram 319 votos a favor, 140 contrários e duas abstenções. Texto vai ao Senado.

Congresso

Destaques devem ser analisados pelos deputados nesta quinta (2).

Congresso

Texto foi uma aposta da equipe econômica do governo para impulsionar a criação de empregos, mas foi rejeitado por 47 votos a 27.