Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Esquerda rachada: Lula e aliados são criticados por ‘falta de diversidade’ em imagem

Ausência de ‘representatividade’ tem gerado tumulto e divisão entre lideranças e simpatizantes.

José Cruz | Agência Brasil

O Partido dos Trabalhadores voltou a ser assunto nas redes sociais. Desta vez, a legenda está sendo alvo de seus próprios simpatizantes de esquerda que integram movimentos relacionados à igualdade de gênero.

As acusações giram em torno de uma foto do evento que formalizou a indicação do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB) a vice do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A imagem tem sido polemizada pela militância por conter uma maioria de homens brancos.

Cobrando questões de diversidade, ativistas questionaram a ausência de pessoas negras, de integrantes LGBTQI+ e de membros inseridos em comunidades indígenas.

— Tem 2 mulheres na foto, uma delas é mulher do Lula (não vai ter cargo politico), 0 [zero] pessoas negras, 0 [zero] trans e por vai. Lula é o único candidato que pode vencer o Bolsonaro, se ele vencer, ao que parece, essa vai ser a cara do governo dele, isso sem falar do Alckmin — apontou um internauta.

— Pensei que era alguma foto de partido europeu, mas descobri que não. Esta é a chapa que representa a pluralidade dos brasileiros? Estou certo que não! — rebateu outro usuário.

Ao todo, 19 pessoas aparecem na fotografia. Além de Lula e Gleisi, participaram os deputados federais José Guimarães (CE), Paulo Teixeira (SP) e Reginaldo Lopes (MG); o senador Paulo Rocha (PA); o deputado estadual Emidio de Souza (SP); o secretário de comunicação do PT, Jilmar Tatto; e o presidente da fundação Perseu Abramo, Aloizio Mercadante. Todos os citados acima compõem a sigla lulopetista.

Aparecem também os integrantes da comitiva do PSB — incluindo Alckmin; Carlos Siqueira, presidente nacional da sigla; o ex-governador Márcio França (SP); os deputados federais Danilo Cabral (PE) e Alessandro Molon (RJ); o prefeito João Campos; o governador Paulo Câmara (PE); o deputado estadual Caio França (SP); e o ex-prefeito Jonas Donizette.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Encontro acontecerá na capital paulista no dia 3 de julho.

Política

Episódio gerou mal-estar entre os dirigentes partidários presentes no ato.

Política

Para a cúpula lulopetista, manobra tem viés político e servirá de bandeira para aliados de Bolsonaro.