Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Militantes do MTST invadem prédio da Bolsa de Valores em São Paulo

Ação foi apoiada pelo coordenador do movimento, Guilherme Boulos, do PSOL.

Divulgação | MTST

Militantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) invadiram no inicio da tarde desta quinta-feira (23) a sede da Bolsa de Valores do país, localizada no centro de São Paulo.

Com gritos de ordem, os ativistas afirmaram estar lutando “contra a fome, contra a inflação e contra o desemprego”. De acordo com os invasores, o local foi escolhido por simbolizar a “especulação” e a “desigualdade social”.

“Ocupamos a Bolsa de Valores de São Paulo, maior símbolo da especulação e da desigualdade social. Enquanto as empresas lucram, o povo passa fome e o trabalho é cada vez mais precário. Quem segura o Bolsonaro lá são os donos do mercado!”, publicou o MTST.

O ato foi apoiado pelo coordenador do movimento e pré-candidato ao governo de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL). “A voz do povo pela primeira vez na Bovespa!”, escreveu.

Em nota, a assessoria da instituição informou que os militantes não acessaram o local onde acontecem as operações, portanto, os negócios não foram afetados. Por volta das 15h15, a B3 operava em alta, de 1,58%.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Política

Estátua inaugurada em frente ao prédio da Bolsa de Valores foi alvo de protestos por setores da esquerda.

Economia

Bolsa iniciou o mês em recuperação, com alta de quase 2%.

Economia

Conteúdo oferecido pela bolsa de São Paulo está disponível online.

Política

Declaração foi concedida ao jornal O Globo.