sexta-feira, 21 de junho de 2024

Prefeitura de São Paulo vai à Justiça contra Dirceu por dívida de IPTU

A Procuradoria-Geral do Município de São Paulo (PGM) ingressou com uma ação na Justiça cobrando o ex-ministro José Dirceu (PT) por dívidas relacionadas ao Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU).

Na petição, o órgão afirma que Dirceu possui um imóvel localizado ao lado do Parque Ibirapuera, avaliado em mais de R$ 3 milhões, e que deixou de pagar cerca de R$ 60 mil de impostos referente ao exercício de 2022.

A residência já havia sido penhorada em processos oriundos da Operação Lava Jato, os quais Dirceu foi condenado criminalmente. O imóvel, portanto, possui débitos anteriores ao imposto municipal.

No total, a dívida do petista com o erário ultrapassa a casa dos R$ 300 mil, a contar de 2016 em diante, e segue acumulando dia após dia, tendo em vista a incidência de juros e correção monetária.

A defesa de José Dirceu argumenta que tenta localizar um antigo inquilino do imóvel, que acertou o pagamento dos aluguéis e dos impostos, mas não efetuou os acertos no prazo estabelecido pelas autoridades.

Leia também