Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Queiroga anuncia antecipação de doses da Pfizer totalizando 15,5 mi até junho

Ministro da Saúde diz que imunizante será disponibilizado antes do previsto após negociação do presidente Jair Bolsonaro com executivo da farmacêutica.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, posa para foto com o personage Zé Gotinha, após coletiva no Palácio do Planalto

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quarta-feira (14) que será antecipada a entrega de doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19. Serão 15,5 mi de doses de abril a junho.

“Trago para os senhores uma boa notícia: a antecipação de doses da vacina da Pfizer, fruto de ação direta do presidente da República, Jair Bolsonaro, com o principal executivo da Pfizer, que resulta em 15,5 milhões da Pfizer já no mês de abril, maio e junho”, disse em pronunciamento após participar da segunda reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19, no Palácio do Planalto, em Brasília/DF.

Também participaram do encontro e do pronunciamento o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), o deputado federal Dr. Luizinho (PP-RJ) e a enfermeira Francieli Fantinato, que foi anunciada por Queiroga como secretária extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 do Ministério da Saúde. Francieli é atualmente coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde.

No pronunciamento, foram anunciadas ainda novas medidas para agilizar compra de medicamentos e oxigênio, proposta de programas de geração de emprego e de apoio a crianças que perderam os pais para a peste chinesa.

O comitê, criado em março deste ano, é composto pelos presidentes da República, do Senado Federal, e da Câmara dos Deputados, e, na condição de observador, por um representante do Judiciário.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Saúde

Houve reduções diárias no número de casos e de óbitos.

Saúde

Ministério da Saúde diz que queda no número de óbitos foi de quase 90%.

Congresso

Deputados e servidores retomarão atividades a partir de 25 de outubro.

Saúde

Pesquisa foi conduzida pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná.