Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Sérgio Reis convoca manifestação em apoio a Bolsonaro e promete parar o país

Impeachment dos ministros do STF e voto impresso auditável são as pautas que devem mobilizar o grupo.

Sérgio Reis
Nilson Bastian | Câmara dos Deputados

O cantor Sérgio Reis realizou um encontro com mais de 20 lideranças do agronegócio e dos caminhoneiros para organizar uma grande mobilização em favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Em tom incisivo, o músico sertanejo promete ‘parar’ o país nos próximos dias.

Além dele, segundo apurou o Conexão Política, outros representantes da classe sertaneja devem manifestar apoio ao chefe do Executivo.

As duas principais pautas, até o momento, são: votação no Senado pelo impeachment dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e, além disso, o reforço na defesa pelo voto impresso auditável.

“Nós vamos parar 72 horas”, disse Sérgio Reis.

De acordo com ele, se o clamor da população não for atendido, “ninguém [vai] andar no país. Não vai ter caminhão nem para trazer feijão para vocês aqui dentro. Vai parar porto, vai parar tudo. E não é só Brasília, é o país”.

“Está vindo uma caravana de trailers e gente de tudo quanto é lugar. Vai fechar Brasília”, acrescentou Reis, frisando que “nada vai ser igual ao que vai acontecer. E se eles não atenderem o nosso pedido, a cobra vai fumar”.

Artigo 52

Conforme registrou o Conexão Política, o presidente Jair Bolsonaro anunciou, neste sábado (14), que encaminhará ao Senado Federal processo contra os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, ambos do STF.

Por meio de publicação nas redes sociais, o chefe do Executivo revelou que os procedimentos serão entregues ao presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

O mandatário disse que a peça processual será elaborada com base no artigo 52 da Constituição. Trata-se do trecho da Carta Magna que transfere ao Senado a competência para julgar crimes de responsabilidade de integrantes do Tribunal.

É a primeira vez na história recente que a Presidência da República se dedica a processar integrantes da Suprema Corte, transferindo uma carga política muito maior aos pedidos de destituição.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Política

Corporação pediu para tomar depoimento do presidente e fazer indiciamento

Coluna

Buscando a reeleição ao Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro (PL) iniciou sua campanha eleitoral em Juiz de Fora, cidade chave de Minas...

Últimas

Ministro tomará posse como presidente da Corte em cerimônia marcada para começar às 19h.

Política

Chamada abre a campanha do chefe do Executivo federal na corrida ao Planalto.

----- CLEVER ADS -----