Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Política

Temer sobre impeachment de Bolsonaro: “Não dá mais pra viver em um país que só pensa nisso”

Ex-presidente criticou mecanismo de afastamento.

Brasília - O Presidente interino Michel Temer faz pronunciamento no Palácio do Planalto ( Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Michel Temer concedeu uma entrevista ao portal Metrópoles e rejeitou a possibilidade de impeachment contra Jair Bolsonaro, atual presidente do Brasil.

Para ele, não existe condição e cenário favorável para avaliar a proposta. Logo, a oposição deve continuar com grande dificuldade de construir a tão sonhada ‘queda’ de Bolsonaro.

Durante a conversa, ele demonstrou inquietação com a insistência daqueles que querem emplacar o impeachment a todo custo.

“Não dá mais para aguentar essa história de a gente ter impeachment toda hora”, justificou.

“A nossa Constituição é adolescente, vai fazer 33 anos daqui a pouco, e [nesse período] já tivemos dois impeachments. Se eleito outro presidente, logo vai começar uma nova campanha pelo impeachment. Não dá mais para viver em um país que só pensa nisso”, acrescentou.

Na sequência, o político destacou que o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), manifesta total alinhamento com o chefe do Executivo — apontando chance ainda menor de Bolsonaro ser deposto do cargo.

“Isso dependeria, naturalmente, do gesto do presidente da Câmara dos Deputados, e eu não vejo essa tendência de deflagração”, completou Michel Temer.

Comentários

FALE COMIGO: raul@conexaopolitica.com.br — diretor de redação do Conexão Política e natural de Recife (PE).

Governo

Declaração do presidente foi confirmada pelo dirigente do partido.

Mundo

Ditador afirma que declarações do brasileiro sobre a Covid-19 são “loucuras típicas de um extremista de direita”.

Judiciário

Bruno Bianco enviou parecer em ação ajuizada pelo PDT.

Judiciário

Dono da JBS chamou o ex-presidente de ‘chefe de organização criminosa’.