Siga-nos nas redes sociais

Digite o que você procura:

Saúde

Copa América comprova ser possível reabrir atividades, diz ministro

Ministro da Saúde participou de audiência pública na Câmara dos Deputados.

Myke Sena | Ministério da Saúde

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quarta-feira (14) que a realização da Copa América no Brasil foi um sucesso em termos de protocolos preventivos contra a Covid-19, de forma a provar ser possível vislumbrar a reabertura de atividades no país, em especial o retorno dos estudantes às salas de aula.

“Em relação à Copa América, tivemos sim uma prova de que é possível compatibilizar, mesmo dentro de um ambiente pandêmico, a prática de outras atividades que são importantes, porque o país não pode ficar o tempo inteiro parado. Caso contrário, não teremos arrecadação de imposto e o orçamento que aqui é reclamado não resultará em verba”, declarou Queiroga.

De acordo com o ministro, “através de protocolo rigoroso se conseguiu realizar um evento com sucesso e, ao contrário do que se dizia, de que a pandemia ficaria descontrolada por conta da Copa América, o que assistimos foi uma melhora dos indicadores econômicos”.

Queiroga disse que, seguindo os protocolos, os jogadores identificados com o vírus foram “adequadamente isolados”, de tal maneira que “esse exemplo deve ser citado como uma forma de realizar um evento dentro desse contexto, já que nós, com o controle da pandemia, já temos de vislumbrar a reabertura das atividades, como por exemplo as aulas, que devem voltar porque é impossível que nossos alunos fiquem fora das aulas por tanto tempo”.

Comentários

FALE COMIGO: marcos@conexaopolitica.com.br — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).

Economia

Valores iniciais dos lotes variam entre R$ 1.303 até R$ 85 mil.

Saúde

Farmacêutica americana terá 30 dias para cumprir solicitação do órgão regulador brasileiro.

Saúde

Boletim indica 12 semanas seguidas de redução no país.

Saúde

Agência destaca que ainda "não há relação causal" entre o caso e a administração da substância.